Cecilio Elias Netto

Lembranças de um velho aldeão (17) - O antes do agora

Por Cecílio Elias Netto | 20/05/2024

Grandeza, pequenez, miséria humanas

13/05/2024

A criança do sonho

06/05/2024

Rua do Porto: morte anunciada?

24/04/2024

Rua do Porto, ainda: cuidar ou...

22/04/2024

31 de março foi em 1º de abril

Por Cecílio Elias Netto | 01/04/2024

Crer também por necessidade

Por Cecílio Netto | 26/03/2024

Que pena!

19/03/2024

Do tempo do Onça...

Por Cecílio Elias Netto | 27/02/2024

O reconfortante prefixo “re”

Por Cecílio Elias Netto | 21/02/2024

Aconteceu e não tem volta

Por Cecílio Elias Netto | 31/01/2024

Lembranças de um velho aldeão (16) - “Onde está o menino que fui?”

Por Cecílio Elias Netto | 26/01/2024

Lembranças de um velho aldeão (15) - 1954-1964-2024

Por Cecílio Elias Netto | 19/01/2024

Flores e dores de amores

Por Cecílio Elias Netto | 10/01/2024

E a Mãe do Filho?

Por Cecílio Elias Netto | 20/12/2023

Festa do jogo-do-bicho

Por Cecílio Elias Netto | 13/12/2023

Sonhar de olhos abertos

Por Cecílio Elias Netto | 08/12/2023

Thales e a “vontade de outra vez”

Por Cecílio Elias Netto | 28/11/2023

Reflexões à luz de velas

Por Cecílio Elias Netto | 16/11/2023

“Algo há de podre no reino da...”

Por Cecílio Elias Netto | 07/11/2023

A instigante partícula “para”

Por Cecílio Elias Netto | 01/11/2023

“Casinhas da Boyes”: ação, reação, maldições

Por Cecílio Elias Netto | 25/10/2023

Guerras e bestialidade humana

Por Cecílio Elias Netto | 18/10/2023

Namorar (e viver) como arte

Por Cecílio Elias Netto | 11/10/2023

Viver sem tevê, sem internet

Por Cecílio Elias Netto | 03/10/2023

Ancianidade

Por Cecílio Elias Netto | 27/09/2023

“...lírios dos campos, avezinhas dos céus”

Por Cecílio Elias Netto | 20/09/2023

A espontânea reclusão dos jovens

Por Cecílio Elias Netto | 13/09/2023

Lembranças de um velho aldeão (12) - Os “jovens turcos” caipiras

Por Cecílio Elias Netto | 09/09/2023

Lembranças de um velho aldeão (11) - Aqui, entre nós...

Por Cecílio Elias Netto | 30/08/2023

Lembranças de um velho aldeão (10) - “Meninos, eu vi!”

Por Cecílio Elias Netto | 23/08/2023

Lembranças de um velho aldeão (9) - Saudosas delícias de “ser comunista”

Por Cecílio Elias Netto | 16/08/2023

Educação sexual nas escolas

Por Cecílio Elias Netto | 10/08/2023

O triste desprezo à “Noiva”

Por Cecílio Elias Netto | 02/08/2023

Barulheira alentadora

Por Cecílio Elias Netto | 26/07/2023

Viver: bênção ou penitência?

Por Cecílio Elias Netto | 19/07/2023

Ermelindo, amigo e companheiro

Por Cecílio Elias Netto | 11/07/2023

Lembranças de um velho aldeão (8) - Marylin, lembrete diário

Por Cecílio Elias Netto | 04/07/2023

Descobrir-se ancião

Por Cecílio Elias Netto | 27/06/2023

Nostalgia machuca mais?

Por Cecílio Elias Netto | 20/06/2023

Ô, “seu” neuro-divergente!

Por Cecílio Elias Netto | 14/06/2023

Um casal feliz de dar gosto

Por Cecílio Elias Netto | 06/06/2023

Nosso cotidiano zoológico verbal

Por Cecílio Elias Netto | 30/05/2023

O tolo e triste “homo digitalis”

Por Cecílio Elias Netto | 23/05/2023

Otto, “amigo, irmão de fé, camarada”

Por Cecílio Elias Netto | 16/05/2023

Lembranças de um velho aldeão (7) - “Bênça, mãe!”

Por Cecílio Elias Netto | 09/05/2023

Lembranças de um velho aldeão (6) – Padre Jorge, um adeus mais sereno

Por Cecílio Elias Netto | 25/04/2023

Lembranças de um velho aldeão (5) – 45 mil miseráveis, aqui?

Por Cecílio Elias Netto | 18/04/2023

Lembranças de um velho aldeão (4) – Resgatar o sagrado

Por Cecílio Elias Netto | 12/04/2023

Lembranças de um velho aldeão (3) – Quase deusas, belezas memoráveis

Por Cecílio Elias Netto | 04/04/2023

Lembranças de um velho aldeão (2) – Eram dourados e não sabíamos

Por Cecílio Elias Netto | 28/03/2023

Lembranças de um velho aldeão (1)

Por Cecílio Elias Netto | 21/03/2023

Carnaval e o fascínio do proibido

Por Cecílio Elias Netto | 22/02/2023

Tesouros ganhos, tesouros perdidos

Por Cecílio Elias Netto | 14/02/2023

De crise e de indiferença

Por Cecílio Elias Netto | 07/02/2023

Reaprender (ou aprender) a viver

Por Cecílio Elias Netto | 01/02/2023

E Gina também se foi

Por Cecílio Elias Netto | 24/01/2023

O sorriso de Lilibeth

Por Cecílio Elias Netto | 13/09/2022

A Escola de Música não é mercadoria

Por Cecílio Elias Netto | 30/08/2022

Militarismo, doença ou vício?

Por Cecílio Elias Netto | 23/08/2022

Jô e herdeiros de Vinicius

Por Cecílio Elias Netto | 16/08/2022

Duas mulheres e um significado

Por Cecílio Elias Netto | 10/08/2022

“Arthur, o Miúdo”

Por Cecílio Elias Netto | 02/08/2022

De metrópole à necrópole

Por Cecílio Elias Netto | 26/07/2022

O Relógio do Juízo Final

Por Cecílio Elias Netto | 19/07/2022

Redescobrir Deus

Por Cecílio Elias Netto | 12/07/2022

Amargor da desesperança

Por Cecílio Elias Netto | 05/07/2022

A 25ª hora

Por Cecílio Elias Netto | 28/06/2022

“Inferno Verde”, “Paraíso Perdido”

Por Cecílio Elias Netto | 21/06/2022

Deixar ficar, ver como fica

Por Cecílio Elias Netto | 14/06/2022

A Rainha e Joãozinho

Por Cecílio Elias Netto | 07/06/2022

Mais do que um livro

Por Cecílio Elias Netto | 31/05/2022

Casa da sogra e da mãe Joana

Por Cecílio Elias Netto | 24/05/2022

Por um “New Deal” caipira

Por Cecílio Elias Netto | 17/05/2022

Indecência

Por Cecílio Elias Netto | 10/05/2022

A triste perda da alegria

Por Cecílio Elias Netto | 03/05/2022

“Brasil: Nunca mais!”

Por Cecílio Elias Netto | 26/04/2022

A essencial arte da hipocrisia

Por Cecílio Elias Netto | 19/04/2022

Resgatar o pudor e a compostura

Por Cecílio Elias Netto | 12/04/2022

A Hora H da imprensa

Por Cecílio Elias Netto | 05/04/2022

O “Sobrenatural de Almeida”

Por Cecílio Elias Netto | 29/03/2022

Riqueza de uma história musical

Por Cecílio Elias Netto | 22/03/2022

XV, paixão que não morre

Por Cecílio Elias Netto | 15/03/2022

Luz nas sombras da Cafarnaum

Por Cecílio Elias Netto | 08/03/2022

A Quarta Guerra

Por Cecílio Elias Netto | 01/03/2022

Mito e militarismo

Por Cecílio Elias Netto | 22/02/2022

Insulto “à Maria Antonieta”

Por Cecílio Elias Netto | 15/02/2022

“ Sem Thiago, “faz escuro” (mas eu não canto)

Por Cecílio Elias Netto | 08/02/2022

...frutos da terra e o trabalho do homem

Por Cecílio Elias Netto | 01/02/2022

Uma crudelíssima humilhação

Por Cecílio Elias Netto | 25/01/2022

Sem Thiago, “faz escuro” (mas eu não canto)

Por Cecílio Elias Netto | 18/01/2022

Contágio

Por Cecílio Elias Netto | 11/01/2022

Saudação aos sobreviventes

Por Cecílio Elias Netto | 04/01/2022

2022 e o número perfeito

Por Cecílio Elias Netto | 28/12/2021

Apesar de tudo, é Natal...

Por Cecílio Elias Netto | 21/12/2021

Maria, paixão no caos

Por Cecílio Elias Netto | 14/12/2021

Antes que se perca

Por Cecílio Elias Netto | 07/12/2021

Um deus odioso e cruel

Por Cecílio Elias Netto | 30/11/2021

Luciano(s) e o sonho de Archimedes

Por Cecílio Elias Netto | 23/11/2021

Histórias que não irei contar

Por Cecílio Elias Netto | 09/11/2021

Muitos amados, muitos finados

Por Cecílio Elias Netto | 02/11/2021

Responsabilidade, ignorância

Por Cecílio Elias Netto | 26/10/2021

Carretel, escovão, tacho....

Por Cecílio Elias Netto | 19/10/2021

Deliram, ainda, os jovens?

Por Cecílio Elias Netto | 12/10/2021

Restaurantes, mística e estigma

Por Cecílio Elias Netto | 05/10/2021

A inspiradora decisão final

Por Cecílio Elias Netto | 28/09/2021

E o chicote revela a pessoa

Por Cecílio Elias Netto | 21/09/2021

Fantasmas da aldeia

Por Cecílio Elias Netto | 14/09/2021

Despetalando a “Flor do Lácio”

Por Cecílio Elias Netto | 07/09/2021

“De tanto pensar, morreu burro”

Por Cecílio Elias Netto | 31/08/2021

“Não atirem suas pérolas aos porcos”

Por Cecílio Elias Netto | 24/08/2021

Como dói, como dói!

Por Cecílio Elias Netto | 17/08/2021

“Ninguém ama aquilo que não conhece”

Por Cecílio Elias Netto | 10/08/2021

Um pãozinho, apenas um

Por Cecílio Elias Netto | 03/08/2021

Noves fora, zero

Por Cecílio Elias Netto | 27/07/2021

Chorar, o remédio

Por Cecílio Elias Netto | 20/07/2021

“Minha terra, minha pobre terra”

Por Cecílio Elias Netto | 13/07/2021

“Faz escuro mas eu canto”

Por Cecílio Elias Netto | 06/07/2021

E agora, José?

Por Cecílio Elias Netto | 29/06/2021

Mosaico (1)

Por Cecílio Elias Netto | 22/06/2021

“Espaços mortos” no Engenho

Por Cecílio Elias Netto | 15/06/2021

O eterno feminino

Por Cecílio Elias Netto | 08/06/2021

Eureka, Eureka

Por Cecílio Elias Netto | 01/06/2021

Lembranças de um “comunismo juvenil”

Por Cecílio Elias Netto | 25/05/2021

Por quê? Para quê? Como?

Por Cecílio Elias Netto | 18/05/2021

Ser passarinho

Por Cecílio Elias Netto | 11/05/2021

Parlamentarismo monárquico-militarista-clerical

Por Cecílio Elias Netto | 03/05/2021

Conversando com o vírus

Por Cecílio Elias Netto | 27/04/2021

Artêmis, a “Camelot” do Rei

Por Cecílio Elias Netto | 20/04/2021

Um sonho vingativo, mas reconfortador

Por Cecílio Elias Netto | 13/04/2021

Fios de ovos e jiló

Por Cecílio Elias Netto | 23/03/2021

As rosas exalam. E falam

Por Cecílio Elias Netto | 16/03/2021

O adorável Brasil com (e de) Pelé

Por Cecílio Elias Netto | 09/03/2021

“No jardim de um mosteiro”

Por Cecílio Elias Netto | 02/03/2021

Paulo Egydio e outros notáveis

Por Cecílio Elias Netto | 23/02/2021

Invocar São Roch, por que não?

Por Cecílio Elias Netto | 16/02/2021

No crepúsculo, lições de abismo

Por Cecílio Elias Netto | 09/02/2021

Entre tantos deuses, o de Einstein

Por Cecílio Elias Netto | 26/01/2021

“Basta”, “Fora”

Por Cecílio Elias Netto | 19/01/2021

E a proteção ao animal-homem?

Por Cecílio Elias Netto | 12/01/2021

Proposta para um mundo novo

Por Cecílio Elias Netto | 05/01/2021

Por e para 2021, a “Salve Rainha”

Por Cecílio Elias Netto | 29/12/2020

Saudade de um homem triste

Por Cecílio Elias Netto | 22/12/2020

“Eu sou negra, mas sou bela...”

Por Cecílio Elias Netto | 15/12/2020

Rua do Porto, meu livro dos 80 anos

Por Cecílio Elias Netto | 09/12/2020

Nós que amamos e odiamos Maradona

Por Cecílio Elias Netto | 01/12/2020

O serviçal e o advogado do Planalto

Por Cecílio Elias Netto | 24/11/2020

Envergonhar-se da própria vergonha

Por Cecílio Elias Netto | 17/11/2020

Votar em quem para quê

Por Cecílio Elias Netto | 11/11/2020

Instigados à desobediência civil

Por Cecílio Elias Netto | 28/10/2020

Pelé e a embriaguez dos deuses

Por Cecílio Elias Netto | 20/10/2020

O triste mundo de “seo” Alberto

Por Cecílio Elias Netto | 13/10/2020

In Extremis (69) - Simplesmente Totó

Por Cecílio Elias Netto | 29/09/2020

In Extremis (68) - Fome, na casa de Luiz de Queiroz?

Por Cecílio Elias Netto | 22/09/2020

In Extremis (67) - ... e surgiu nova história

Por Cecílio Elias Netto | 15/09/2020

“In Extremis” 65 – “Pai, eu tenho mais de 50 anos...”

Por Cecílio Elias Netto | 01/09/2020

“In Extremis” (64) – Irmãos de opa

Por Cecílio Elias Netto | 25/08/2020

In Extremis (63) - Um prefeito de couves e carvalhos

Por Cecílio Elias Netto | 18/08/2020

“In Extremis” (62) – Pranto no Cântico dos Cânticos

Por Cecílio Elias Netto | 11/08/2020

“In Extremis” (61) – A “não-coisa”

Por Cecílio Elias Netto | 04/08/2020

“In Extremis” (60) - A voz dos passarinhos

Por Cecílio Elias Netto | 28/07/2020

“In Extremis” (59) - Nosso general caipira

Por Cecílio Elias Netto | 21/07/2020

“In Extremis” (58) – “Ele não passou vontade...”

Por Cecílio Elias Netto | 14/07/2020

“In Extremis” (57) – Em busca do tempo revelado

Por Cecílio Elias Netto | 07/07/2020

“In Extremis” (56) - Os miseráveis

Por Cecílio Elias Netto | 30/06/2020

“In Extremis” (55) - Minha palmeira inspiradora

Por Cecílio Elias Netto | 23/06/2020

“In Extremis” (54) - O ressurgir do COM

Por Cecílio Elias Netto | 16/06/2020

“In Extremis” (53) - Quem pariu Mateus que o embale”

Por Cecílio Elias Netto | 09/06/2020

In Extremis” (52) – S. Exas., o forno e o fogão

Por Cecílio Elias Netto | 02/06/2020

“In Extremis” (50) - Intermezzo

Por Cecílio Elias Netto | 19/05/2020

“In Extremis” (49) ...e que tudo mais vá para o inferno!

Por Cecílio Elias Netto | 12/05/2020

“In Extremis” (47) - “Faz escuro, mas eu canto...”

Por Cecílio Elias Netto | 05/05/2020

“In Extremis” (46) - Coexistir, conviver, coabitar

Por Cecílio Elias Netto | 20/04/2020

“In Extremis” (45) – O alvissareiro ressurgir do BBB

Por Cecílio Elias Netto | 14/04/2020

“In Extremis” (44) - E é Páscoa, passagem

Por Cecílio Elias Netto | 07/04/2020

“In Extremis” (43): “... os idos de março”

Por Cecílio Elias Netto | 31/03/2020

In Extremis (42): O pãozinho da guerra

Por Cecílio Elias Netto | 24/03/2020

In Extremis (41): E, então, apenas um vírus...

Por Cecílio Elias Netto | 17/03/2020

“In Extremis” (40): O marido e a marida

Por Cecílio Elias Netto | 10/03/2020

In Extremis (39): “Noblesse oblige”

Por Cecílio Elias Netto | 03/03/2020

“In Extremis” (38): E por falar em saudade...

Por Cecílio Elias Netto | 18/02/2020

“In Extremis” (37): Normose, a enfermidade

Por Cecílio Elias Netto | 11/02/2020

“In Extremis” (36) - Sexo: de mistério a banalidades

Por Cecílio Elias Netto | 04/02/2020

“In Extremis” (35): A indiferença como tragédia

Por Cecílio Elias Netto | 28/01/2020

“In Extremis” (34): Pérsia (Iran) das mil-e-uma-noites

Por Cecílio Elias Netto | 21/01/2020

In Extremis (33): “Gracias a la vida”

Por Cecílio Elias Netto | 14/01/2020