JAZZ

OSP apresenta clássicos do jazz na Festa das Nações

Apresentação terá obras de músicos renomados como Frank Sinatra, Cole Porter e Louis Armostrong

Por Da Redação | 14/05/2024 | Tempo de leitura: 3 min
Jornal de Piracicaba

Divulgação

A Orquestra Sinfônica de Piracicaba vai celebrar o jazz norte-americano na 39ª Festa das Nações com o concerto “No Ritmo de Nova York”. A apresentação está marcada para sexta-feira (17) às 21h, e será composta por obras de grandes nomes do jazz, como Frank Sinatra, Cole Porter, Leonard Bernstein e Louis Armstrong. A regência é do maestro Knut Andreas e o concerto terá a participação do percussionista Rafael Peregrino como solista.

Saiba mais

Esta é a terceira vez que a OSP participa da programação da Festa das Nações. Segundo o maestro Knut Andreas, diretor artístico e regente titular, as obras que integram a apresentação são marcadas pela pluralidade e conhecidas do grande público, refletindo a diversidade cultural e musical que o conjunto busca promover em seus concertos. "A Festa das Nações é uma grande celebração da cidade, da riqueza e variedade das tradições ao redor do mundo. E nós, enquanto orquestra, queremos que o público tenha momentos agradáveis ao desfrutar de um espetáculo repleto de emoção e harmonia", destaca.

A canção mundialmente conhecida “New York, New York”, interpretada por Frank Sinatra, abre a apresentação. A música foi escrita para o filme homônimo, de 1977, estrelado por Liza Minelli e Robert De Niro."A letra retrata a energia e o espírito vibrante da cidade de Nova York, tornando-se um hino não oficial da cidade. Os arranjos da composição são marcados por destacar os metais", destaca o maestro.

A OSP apresenta também a peça orquestral "Tahiti Trot (Tea for Two)", do compositor e pianista russo Dmitri Shostakovich. Essa composição é baseada na melodia da canção "Tea for Two", escrita para o musical "No, No, Nanette". De Leonard Bernstein, renomado maestro, pianista e compositor americano, vencedor de vários prêmios Grammy, será apresentada a suíte de "West Side Story". Este musical é um dos maiores sucessos da Broadway e a suíte possui uma variedade de gêneros, incluindo jazz, música clássica e música latina. "Essa mistura de estilos torna a trilha sonora do musical única e inovadora", ressalta Knut Andreas.

Ainda como parte do repertório está "The Golden Age of the Xylophone" (ou "A era de ouro do xilofone", em livre tradução). Trata-se de um solo ao xilofone, que recebeu arranjo do percussionista da OSP, Rafael Peregrino, que será responsável pela execução da obra. A estreia da música, em 1987, ocorreu durante uma transmissão de rádio ao vivo na China, para uma audiência de 60 milhões de pessoas.

Há, ainda, um medley com obras de Duke Ellington, lendário artista de piano e compositor de jazz do século 20, além de "Satchmo!", medley em tributo a Louis Armstrong e que reúne os sucessos "What A Wonderful World", "When The Saints Go Marching In", "St. Louis Blues" e "Hello Dolly".
O repertório traz ainda "Mack the Knife", canção que fez parte do musical “A Ópera dos Três Vinténs”, gravada por Louis Armstrong, que ganhou um Grammy em 1959, além de ter ficado conhecida nas vozes de Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Bobby Darin, Tom Waits e outros artistas.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Siga o Canal do JP no WhatsApp para mais conteúdo.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.