CARO!

Piracicabanos pagam R$ 1 por ovo em abril, maior preço em 1 ano

Preço geral da cesta básica teve aumento de quase R$ 30 em abril, segundo estudo da Esalq

Por Roberto Gardinalli | 17/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
roberto.gardinalli@jpjornal.com.br

Roberto Gardinalli/JP

A dúzia de ovos chegou ao preço mais caro em um ano em Piracicaba e a população pagou quase R$ 1 por unidade do alimento em abril. Segundo levantamento da Esalq, o preço dos ovos brancos chegaram a R$ 11,95 em abril de 2024, o mais caro no período de 12 meses. Em geral, o preço dos alimentos nos supermercados de Piracicaba subiram, em média, R$ 29,03 em Piracicaba entre março e abril de 2024, de acordo com o ICB-Esalq/Fealq (Índice da Cesta Básica) divulgado na noite da última quinta-feira (16). De acordo com o estudo, o preço dos alimentos pulou de R$ 1.025,01 para R$ 1.054,04 em um mês. O montante foi responsável por um aumento geral no preço da cesta básica dos piracicabanos no mês passado.

Saiba mais sobre Piracicaba

Em abril de 2023, a dúzia de ovos era vendida a R$ 10,87, e chegou a custar R$ 8,67 em janeiro de 2024. Antes de abril deste ano, o maior valor da dúzia de ovos foi registrado em julho de 2023, quando o produto foi vendido a R$ 11,86 em média.

Segundo o estudo, os alimentos da cesta básica que tiveram o maior aumento e ajudaram a encarecer a relação de produtos foram o óleo de soja, que foi cotado a R$ 7,45 por embalagem, ovos brancos, que custaram R$ 11,95 a dúzia, e a carne de primeira, que foi vendida em média a R$ 42,07 no mês de abril. Segundo a análise, no caso do óleo de soja, o aumento aconteceu por conta da valorização do dólar e aumento da demanda da matéria prima pelo mercado internacional. A carne de primeira também sofreu aumento por conta da demanda do mercado internacional pelo produto. No caso do ovo, a Esalq informou que o preço da dúzia é o maior em um ano.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Siga o Canal do JP no WhatsApp para mais conteúdo.

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • patrício azevedo
    17/05/2024
    pior que as coisas vão ficar mais caras ainda com o problema no sul, vamos sentir muito ainda
  • cristina santos
    17/05/2024
    é a inflação, e vai piorar