PERIGO

Remédios e alimentos vencidos colocavam idosos em risco

Por Da redação |
| Tempo de leitura: 2 min
Divulgação
As equipes encontraram alimentos estragados no local
As equipes encontraram alimentos estragados no local

 A denúncia dos maus-tratos em uma casa de idosos abalou a tranquilidade do bairro Chicó na ensolarada manhã desta sexta-feira em Piracicaba, com grande movimentação das equipes da Polícia Militar, da Civil, peritos e a Vigilância Sanitária, com a  revelação de um verdadeiro pesadelo para algumas pessoas da terceira idade.

A Polícia Civil interditou o local que não tinha identificação na entrada, após a Polícia Militar receber a informação e descobrir uma situação alarmante: alimentos e remédios vencidos, como evidências gritantes de descaso com doze idosos.

Segundo a Terceiro Sargento Aline Ferreira da Polícia Militar, uma  denúncia anônima levou os policiais militares até a Rua Cajobi, onde encontraram um cenário desolador. O local, que já tinha histórico de denúncias, exibia sinais de uma gestão preocupante. Nos armários, medicamentos vencidos há meses, que poderiam ter consequências fatais se administrados aos residentes, misturavam-se com alimentos estragados, tornando cada refeição um risco potencial à saúde dos idosos .

A situação piorava a cada descoberta: a ausência de prontuários dos pacientes era um claro indício de que suas condições de saúde estavam sendo completamente ignoradas. A falta de licença do Corpo de Bombeiros adicionava um elemento de perigo iminente, deixando os 12 residentes à mercê de uma tragédia a qualquer momento.

Mais chocante ainda foi a ausência de qualquer equipe de enfermagem no local, no momento da chegada dos policiais. Os idosos, alguns em condições de saúde debilitadas, estavam abandonados à própria sorte.

A Vigilância Sanitária, já familiar com as irregularidades do estabelecimento, realizou uma nova inspeção, acompanhada pela Polícia Científica, que apenas confirmou o colapso total do cuidado e da segurança no local.

Com a interdição, uma representante da casa de idosos, visivelmente tensa e acompanhada de seu advogado, foi conduzida pela Polícia Militar até a Unidade de Polícia Judiciária. Ali, ela enfrentaria as duras perguntas das autoridades em relação à saúde e o bem estar dos idosos.

O caso está sob investigação,

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Comentários

Comentários