ARTIGO

Quando alguém que amamos adoece

22/05/2024 | Tempo de leitura: 3 min

Sei que muitas pessoas se desesperam quando alguém que se ama adoece, sei que o nervosismo, a preocupação, a desesperança, o desespero e o medo tomam conta da mente e que neste momento não é possível ver uma luz de cura no fim do túnel. Com este artigo, o meu objetivo, é que de uma forma bem prática, com um verdadeiro passo a passo, possamos aqui seguir juntos nesta trilha de cura, deixando todo pavor de lado e seguindo na fé de que o que pedimos será nos dado.

Então, quando uma pessoa querida adoece e você fica profundamente preocupado, o que você pode fazer para se acalmar e entregar a Deus suas preocupações com a certeza de que será atendido e descansar nesta certeza?

Primeiro acredite tanto nas forças espirituais quanto na técnica médica como importantes fontes de cura;

Segundo: Reze pelo médico. Compreenda que Deus usa instrumentos humanos, como o médico, para curar as pessoas. O médico deve ser um canal aberto para a graça curadora de Deus.

Terceiro: Faça você o que fizer não se deixe tomar pelo pânico nem se mostre cheio de medo, porque se isso acontecer, você vai estar mandando seus pensamentos negativos e portanto destruidores, em direção da pessoa querida, quando o que ele precisa é de assistência de pensamentos positivos capazes de curar.

Quarto: A lei espiritual também governa a doença e Deus arranjou dois remédios para todas as doenças, um é a cura através das leis naturais, aplicáveis pela ciência e a outra através da fé.

Quinto: Deponha integralmente a pessoa amada nas mãos de Deus. Pela sua fé pode colocá-la no fluxo do poder divino. Ali existe cura, mas para que ela seja efetiva, o doente deve ser inteiramente entregue à operação da vontade de Deus. Isso é difícil de entender e o é igualmente de realizarmos, mas é um fato que, se o grande desejo de que uma pessoa amada viva se igualar a um grande desejo de entregá-la a Deus, os poderes de cura são espantosamente postos em movimento.

Sexto É muito importante que prevaleça a harmonia na família. Quando dois ou mais se reunirem e pedirem por algo, a graça será concedida pela honra de Deus. Frequentemente quando há alguma doença, as pessoas se desesperam, se perturbam e os conflitos acontecem. Já falei aqui várias vezes que uma mente perturbada não consegue ver a realidade dos fatos, portanto manter a calma é fundamental para o processo de cura.

Sétimo: Imagine até que se torne realidade. Faça um quadro mental da pessoa querida como se ela estivesse passando muito bem, feliz, plena e serena. Visualize a pessoa em perfeita saúde, sorrindo e celebrando. Deixe que o quadro da saúde mergulhe no seu subconsciente e essa poderosa parte enviará uma radiante energia saudável para a pessoa querida. Aquilo que nós acreditamos em nosso subconsciente é o que geralmente obtemos em nossas vidas. Mas o medo é o grande inimigo aniquilador da raça humana, não permita que o medo vede o caminho da cura. O que o subconsciente desejar ardentemente, sem duvidar, você obterá. Leia novamente esta afirmação.

E por último: Seja perfeitamente natural. Peça a Deus que cure a pessoa amada. Isso é o que você deseja de todo o seu coração, portanto peça a graça, peça este favor, mas sugiro que diga “POR FAVOR” apenas uma vez. Dali por diante, em suas preces, agradeça a Deus a sua bondade infinita. Acredite firmemente que seu pedido foi atendido e que a graça foi alcançada. Mantenha a paz e a alegria em seu coração e lembre-se que esta alegria também possui poderes curativos.

Você é o que você pensa e o que você sente. Se você alimentar pensamentos negativos durante suas orações irá vedar os caminhos da cura e da obtenção do seu desejo. Tudo na vida é uma questão de hábito, de prática, então se desafie a ser diferente, a fazer diferente e a sentir diferente. Vamos por em prática? Comece agora, acredite: será mágico! Com carinho, Fabiane Fischer

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Siga o Canal do JP no WhatsApp para mais conteúdo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do SAMPI

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.