DENGUE GRAVE

Análise de casos de dengue grave revela impacto em cidades no Vale

Algumas áreas acabam sendo mais afetadas pela versão mais grave da doença do que outras

Por Marcelo Rocha | 12/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Freepik

A dengue grave, a forma mais preocupante da doença, ocorre quando há uma maior reação inflamatória sistêmica
A dengue grave, a forma mais preocupante da doença, ocorre quando há uma maior reação inflamatória sistêmica

A cidade de Jacareí registrou 18 óbitos e 14 casos de dengue grave neste ano. Isso representa 14,89% dos 94 casos de dengue grave registrados nas cidades onde ocorreram mortes por dengue no Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

Isso indica que, embora Jacareí tenha uma alta taxa de mortalidade, a proporção de casos que se tornam graves é relativamente menor em comparação com outras cidades.

TAUBATÉ E A DENGUE GRAVE

Taubaté, por outro lado, apresenta um cenário preocupante. Com 15 óbitos e 39 casos de dengue grave, a cidade representa 41,49% dos casos graves nas cidades da região onde ocorrem mortes pela doença. Isso sugere que a dengue em Taubaté tem uma tendência maior a se tornar grave, exigindo uma atenção especial das autoridades de saúde.

OUTRAS CIDADES AFETADAS

Outras cidades, como São José dos Campos e Pindamonhangaba, também apresentam números significativos, com 9 e 7 óbitos, respectivamente. São José dos Campos tem a mesma quantidade de óbitos e casos graves, enquanto Pindamonhangaba tem mais do que o dobro de casos graves em relação aos óbitos.

Por outro lado, cidades como Ubatuba, Caçapava, Cachoeira Paulista, Tremembé e Guaratinguetá apresentam números menores, tanto em óbitos quanto em casos de dengue grave. No entanto, mesmo esses números menores são motivo de preocupação e indicam a necessidade de medidas preventivas contínuas.

ÓBITOS SUSPEITOS

Nesse critério, São José dos Campos tem uma situação ainda mais delicada, o que pode aumentar o número oficial de mortes por dengue nos próximos dias, caso se confirmem os exames de análises. A cidade tem 9 mortes confirmadas e outras 52 suspeitas.Jarcareí vem logo em seguida com 36 óbitos em análise, assim como Taubaté, que aguarda a confirmação de outros 15 óbitos susspeitos.

SINAIS DE ALERTA

Em alguns casos, sintomas mais específicos podem surgir na sequência, principalmente quando a febre cessa por volta do quinto dia. Dores abdominais, vômitos intensos, desidratação, falta de apetite e sangramentos nas mucosas são sintomas característicos dessa fase, conhecida como dengue com sinais de alerta. Nesse momento, é crucial ter acompanhamento médico.

DENGUE GRAVE: QUANDO A SITUAÇÃO SE AGRAVA

A dengue grave, a forma mais preocupante da doença, ocorre quando há uma maior reação inflamatória sistêmica, que altera a coagulação do sangue e acarreta a perda de líquidos. Isso pode resultar em uma hemorragia intensa e uma queda súbita da pressão arterial, responsáveis pelo choque associado à dengue, principal causa de óbito.

MEDICAMENTOS CONTRAINDICADOS

É importante ressaltar que alguns medicamentos precisam ser evitados no tratamento da dengue, devido ao risco de agravamento dos sintomas. Portanto, é essencial buscar orientação médica antes de iniciar qualquer tratamento.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.