OPINIÃO

Vice-governador dá esperança para reativação da Malha Oeste

Felicio Ramuth (PSD) esteve em Araçatuba para participar de um fórum sobre uso de tecnologia na melhoria dos serviços públicos

11/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Divulgação

Ramuth deixou claro que o governo tem feito progressos significativos para melhorar o setor
Ramuth deixou claro que o governo tem feito progressos significativos para melhorar o setor

Nessa quarta-feira, 10, o vice-governador de São Paulo, Felicio Ramuth (PSD), esteve em Araçatuba para participar de um fórum sobre uso de tecnologia na melhoria dos serviços públicos e, em seu discurso, citou avanços na reativação do sistema de transporte ferroviário em todo o Estado como um ponto estratégico da atual gestão.

Ele não mencionou diretamente a Malha Oeste, que corta a região e está abandonada, mas deixou claro que o governo tem feito progressos significativos para melhorar o setor. Isso incluiria a via, que tem provocado problemas nos municípios, pois as linhas passam por dentro das cidades e estão descuidadas.

O vice-governador ressaltou a importância da reativação das ferrovias para a economia, destacando o potencial de contribuição para as cadeias produtivas, especialmente no escoamento e logística de mercadorias. A expectativa é que o projeto de reativação da Malha Oeste traga investimentos substanciais, podendo alcançar entre cinco a seis bilhões de reais, embora o modelo exato ainda não esteja definido.

Em Brasília 1
Na semana passada, o governador Tarcísio de Freitas se reuniu em Brasília (DF) com o ministro dos Transportes, Renan Filho, e o governador Eduardo Riedel, do Mato Grosso do Sul, para tratar especificamente da reativação da Malha Oeste. Esta linha ferroviária, que perpassa São Paulo e Mato Grosso do Sul, totalizando mais de 1.600 quilômetros entre as cidades de Mairinque (SP) e Corumbá, está sendo preparada para ser entregue à iniciativa privada.

Em Brasília 2
Estima-se que o processo de relicitação da Malha Oeste ocorra no segundo semestre deste ano, com um edital que pode chegar a impressionantes R$ 18 bilhões de investimentos ao longo de 60 anos. Esse projeto de reativação visa não apenas modernizar a infraestrutura ferroviária, mas também impulsionar o desenvolvimento econômico regional. A Malha Oeste, quando revitalizada, será um elemento fundamental para a eficiência logística e o crescimento sustentável das regiões por onde passa.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.