Um portal afiliado à rede

29 de março de 2023

ECONOMIA

ECONOMIA

Picanha está mais barata; preço da carne tem maior queda em 15 meses

Picanha está mais barata; preço da carne tem maior queda em 15 meses

Dados divulgados pelo IBGE nesta sexta-feira apontam um recuo de 1,22% no preço da carne vermelha em fevereiro

Dados divulgados pelo IBGE nesta sexta-feira apontam um recuo de 1,22% no preço da carne vermelha em fevereiro

Por Da Redação | 16/03/2023 | Tempo de leitura: 2 min
Jornal de Piracicaba

Por Da Redação
Jornal de Piracicaba

16/03/2023 - Tempo de leitura: 2 min

Freepik

Os preços das carnes caíram 1,22% em fevereiro no Brasil

Os preços das carnes caíram 1,22% em fevereiro no Brasil, apontam dados divulgados pelo Ibge (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É a maior baixa desses produtos no Ipca (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) desde novembro de 2021. Ou seja, a nova queda é a mais intensa em 15 meses, o equivalente há mais de um ano.

Entre as carnes de primeira, a picanha teve redução do preço de 2,63%. O filé mignon caiu 1,77%, conforme o Ipca. A variação das carnes reflete os preços de 18 subitens. Em fevereiro, a picanha foi o corte pesquisado com a maior queda (-2,63%). Em seguida, vieram fígado (-2,50%), alcatra (-2,50%), capa de filé (-2,37%) e costela (-2,28%).

Em novembro de 2021, as carnes haviam recuado 1,38%. Pedro Kislanov, gerente da pesquisa do Ipca, lembrou que os preços já vinham em uma trajetória de trégua após fortes altas na pandemia. Segundo ele, a baixa em fevereiro deste ano pode ter sido intensificada pelo impacto inicial do embargo às exportações brasileiras para a China. A suspensão teria resultado em um aumento da oferta no mercado interno. Os embarques para o país asiático foram paralisados a partir de 23 de fevereiro, após a confirmação de um caso de mal da vaca louca no Pará.

A variação do Ipca foi calculada a partir dos preços coletados no período de 28 de janeiro a 28 de fevereiro, segundo o Ibge. “As carnes já vinham tendo uma redução, mas nesse mês foi mais pronunciada. Por isso, acho que tenha efeito da redução das exportações”, disse Kislanov.

O Ipca, que apura a inflação oficial do país, subiu 0,84% em fevereiro. Com o resultado, o indicador acumulou alta 1,37% no ano e de 5,60% nos últimos 12 meses, percentual mais baixo do que os 5,77% verificados no período imediatamente anterior. Em fevereiro 2022, a variação foi de 1,01%.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Os preços das carnes caíram 1,22% em fevereiro no Brasil, apontam dados divulgados pelo Ibge (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É a maior baixa desses produtos no Ipca (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) desde novembro de 2021. Ou seja, a nova queda é a mais intensa em 15 meses, o equivalente há mais de um ano.

Entre as carnes de primeira, a picanha teve redução do preço de 2,63%. O filé mignon caiu 1,77%, conforme o Ipca. A variação das carnes reflete os preços de 18 subitens. Em fevereiro, a picanha foi o corte pesquisado com a maior queda (-2,63%). Em seguida, vieram fígado (-2,50%), alcatra (-2,50%), capa de filé (-2,37%) e costela (-2,28%).

Em novembro de 2021, as carnes haviam recuado 1,38%. Pedro Kislanov, gerente da pesquisa do Ipca, lembrou que os preços já vinham em uma trajetória de trégua após fortes altas na pandemia. Segundo ele, a baixa em fevereiro deste ano pode ter sido intensificada pelo impacto inicial do embargo às exportações brasileiras para a China. A suspensão teria resultado em um aumento da oferta no mercado interno. Os embarques para o país asiático foram paralisados a partir de 23 de fevereiro, após a confirmação de um caso de mal da vaca louca no Pará.

A variação do Ipca foi calculada a partir dos preços coletados no período de 28 de janeiro a 28 de fevereiro, segundo o Ibge. “As carnes já vinham tendo uma redução, mas nesse mês foi mais pronunciada. Por isso, acho que tenha efeito da redução das exportações”, disse Kislanov.

O Ipca, que apura a inflação oficial do país, subiu 0,84% em fevereiro. Com o resultado, o indicador acumulou alta 1,37% no ano e de 5,60% nos últimos 12 meses, percentual mais baixo do que os 5,77% verificados no período imediatamente anterior. Em fevereiro 2022, a variação foi de 1,01%.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.