Um portal afiliado à rede

30 de março de 2023

COMPRAS

COMPRAS

Procon de Piracicaba soluciona 80% dos impasses entre consumidores e fornecedores

Procon de Piracicaba soluciona 80% dos impasses entre consumidores e fornecedores

Ações do órgão são voltadas para o cumprimento das leis de defesa do consumidor, que tem seu dia comemorado nesta quarta (15)

Ações do órgão são voltadas para o cumprimento das leis de defesa do consumidor, que tem seu dia comemorado nesta quarta (15)

Por Da Redação | 14/03/2023 | Tempo de leitura: 4 min

Por Da Redação


14/03/2023 - Tempo de leitura: 4 min

Justino Lucente

O Procon realiza no decorrer do ano, operações em datas de grande apelo comercial, como o Finados

Nesta quarta-feira (15) é celebrado o Dia do Consumidor. O Programa de Proteção do Consumidor, mais conhecido como Procon, exerce papel fundamental para garantir e assegurar os direitos dos consumidores, estabelecidos no Código de Proteção e Defesa do Consumidor. O Procon Piracicaba se destaca pela eficiência de seu trabalho, resolvendo 80% dos impasses entre consumidores e fornecedores, ratificando a credibilidade do órgão.

 

Lideram as queixas no Procon assuntos financeiros, envolvendo problemas com financiamento, cartões de crédito, bancos, crédito consignado, entre outros, seguido de reclamação sobre produtos com defeitos e de má qualidade e falhas na entrega e montagem, assuntos privados, relativos a escolas, clubes e hotéis e ainda serviços essenciais, como água, energia, serviços de telefonia e gás encanado.

 

Em dois anos o Procon realizou 9.927 atendimentos, sendo 4.617 em 2021 e 5.310 em 2022. Quanto à fiscalização foram realizadas 684 atividades e foram visitados 185 estabelecimentos durante as operações. Durante o período de 2021 não foram realizadas operações, em razão da pandemia do Covid-19. Todos os atendimentos efetuados são registrados por meio do Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor), fornecido por meio do convênio estabelecido entre o Procon e a Fundação Procon São Paulo.

 

Nesse ano a programação das fiscalizações foi normalizada e serão realizadas 14 operações até o final do ano, em datas de grande apelo comercial, Dia das Mães e dos Pais, Páscoa, Festa Junina, Finados e Natal, e outras que ocorrerão em determinados setores, como padarias, açougues, bancos e cooperativas e lojas de material de construção, que visam assegurar os direitos dos consumidores.

 

De acordo com o Procon, para o consumidor formalizar uma reclamação junto ao órgão, é necessário ligar no 151, quando será feita uma análise do caso, para ver se há relação de consumo e em caso positivo, receberá orientações sobre quais documentos deverá apresentar no dia e horário agendado.

 

O procurador-geral do município e diretor interino do Procon, Guilherme Monaco de Mello, afirma que os consumidores que utilizam os serviços do Procon, seja por telefone ou presencialmente, são acolhidos da melhor forma possível. “Essa relação de confiança é fundamental para o êxito do trabalho do órgão, visando a preservação dos direitos dos consumidores”, ressalta.

 

Para Monaco de Mello, o Dia do Consumidor deve ser lembrado e valorizado, não apenas entre aqueles que consomem, mas também pelos estabelecimentos comerciais, para que lembrem do compromisso de respeitar as leis que protegem os consumidores.

 

CREDIBILIDADE - Inês Lerin, 86 anos, acompanhada de sua nora, Andresa Lopes Vieira, 46 anos, esteve na manhã de hoje, 14/03, no Procon, para reclamar da compra de uma órtese para o ombro, em uma loja de materiais cirúrgicos. Segundo Andressa, o produto não deu certo e precisava ser trocado. “Diante das dificuldades em chegar a um acordo com a loja, procuramos o Procon para ver o melhor caminho para resolver o impasse. E após intermediação do órgão, o problema foi resolvido e realizamos a troca por outro produto da mesma marca”, explicou Inês, elogiando o atendimento que, segundo ela, foi realizado de forma rápida e ágil.

 

Outra consumidora que utilizou os serviços do Procon foi Maria Gorete Zacharias, de 67 anos, moradora do Santa Rosa. Ela disse que procurou o órgão após ter comprado, pela internet, uma cuba de pia que veio com medida errada. “Tomei um susto quando recebi a encomenda. Não imaginava que viria com o tamanho errado. Para que meus direitos pudessem ser garantidos resolvi procurar o Procon, para intermediar uma solução. Acredito que tudo será resolvido rapidamente, sem precisar procurar a Justiça. Em outra oportunidade também precisei buscar ajuda no Procon e o meu caso foi solucionado”.

 

Vanderlei Dionísio, gestor de negócios, defende o trabalho desenvolvido pelo Procon, que segundo ele, é um salva-guarda dos consumidores. “Graças a Deus Piracicaba tem um órgão de defesa do consumidor estruturado, onde as pessoas são bem atendidas e, em muitos casos, saem de lá com suas pendências resolvidas”. Lembrou que sua família também precisou buscar orientações no Procon e a intervenção foi realizada de forma amigável, culminando com a resolução do caso.

 

SERVIÇO - O Procon Piracicaba está localizado no prédio da Prefeitura Municipal de Piracicaba, Centro Cívico, no andar Térreo 2, com atendimento de segunda a sexta-feira, nos seguintes horários: atendimento telefônico: das 8h30 às 16h30h – pelo telefone 151 e  atendimento pessoal: das 8h30 às 16h30, mediante agendamento prévio pelo telefone 151.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Nesta quarta-feira (15) é celebrado o Dia do Consumidor. O Programa de Proteção do Consumidor, mais conhecido como Procon, exerce papel fundamental para garantir e assegurar os direitos dos consumidores, estabelecidos no Código de Proteção e Defesa do Consumidor. O Procon Piracicaba se destaca pela eficiência de seu trabalho, resolvendo 80% dos impasses entre consumidores e fornecedores, ratificando a credibilidade do órgão.

 

Lideram as queixas no Procon assuntos financeiros, envolvendo problemas com financiamento, cartões de crédito, bancos, crédito consignado, entre outros, seguido de reclamação sobre produtos com defeitos e de má qualidade e falhas na entrega e montagem, assuntos privados, relativos a escolas, clubes e hotéis e ainda serviços essenciais, como água, energia, serviços de telefonia e gás encanado.

 

Em dois anos o Procon realizou 9.927 atendimentos, sendo 4.617 em 2021 e 5.310 em 2022. Quanto à fiscalização foram realizadas 684 atividades e foram visitados 185 estabelecimentos durante as operações. Durante o período de 2021 não foram realizadas operações, em razão da pandemia do Covid-19. Todos os atendimentos efetuados são registrados por meio do Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor), fornecido por meio do convênio estabelecido entre o Procon e a Fundação Procon São Paulo.

 

Nesse ano a programação das fiscalizações foi normalizada e serão realizadas 14 operações até o final do ano, em datas de grande apelo comercial, Dia das Mães e dos Pais, Páscoa, Festa Junina, Finados e Natal, e outras que ocorrerão em determinados setores, como padarias, açougues, bancos e cooperativas e lojas de material de construção, que visam assegurar os direitos dos consumidores.

 

De acordo com o Procon, para o consumidor formalizar uma reclamação junto ao órgão, é necessário ligar no 151, quando será feita uma análise do caso, para ver se há relação de consumo e em caso positivo, receberá orientações sobre quais documentos deverá apresentar no dia e horário agendado.

 

O procurador-geral do município e diretor interino do Procon, Guilherme Monaco de Mello, afirma que os consumidores que utilizam os serviços do Procon, seja por telefone ou presencialmente, são acolhidos da melhor forma possível. “Essa relação de confiança é fundamental para o êxito do trabalho do órgão, visando a preservação dos direitos dos consumidores”, ressalta.

 

Para Monaco de Mello, o Dia do Consumidor deve ser lembrado e valorizado, não apenas entre aqueles que consomem, mas também pelos estabelecimentos comerciais, para que lembrem do compromisso de respeitar as leis que protegem os consumidores.

 

CREDIBILIDADE - Inês Lerin, 86 anos, acompanhada de sua nora, Andresa Lopes Vieira, 46 anos, esteve na manhã de hoje, 14/03, no Procon, para reclamar da compra de uma órtese para o ombro, em uma loja de materiais cirúrgicos. Segundo Andressa, o produto não deu certo e precisava ser trocado. “Diante das dificuldades em chegar a um acordo com a loja, procuramos o Procon para ver o melhor caminho para resolver o impasse. E após intermediação do órgão, o problema foi resolvido e realizamos a troca por outro produto da mesma marca”, explicou Inês, elogiando o atendimento que, segundo ela, foi realizado de forma rápida e ágil.

 

Outra consumidora que utilizou os serviços do Procon foi Maria Gorete Zacharias, de 67 anos, moradora do Santa Rosa. Ela disse que procurou o órgão após ter comprado, pela internet, uma cuba de pia que veio com medida errada. “Tomei um susto quando recebi a encomenda. Não imaginava que viria com o tamanho errado. Para que meus direitos pudessem ser garantidos resolvi procurar o Procon, para intermediar uma solução. Acredito que tudo será resolvido rapidamente, sem precisar procurar a Justiça. Em outra oportunidade também precisei buscar ajuda no Procon e o meu caso foi solucionado”.

 

Vanderlei Dionísio, gestor de negócios, defende o trabalho desenvolvido pelo Procon, que segundo ele, é um salva-guarda dos consumidores. “Graças a Deus Piracicaba tem um órgão de defesa do consumidor estruturado, onde as pessoas são bem atendidas e, em muitos casos, saem de lá com suas pendências resolvidas”. Lembrou que sua família também precisou buscar orientações no Procon e a intervenção foi realizada de forma amigável, culminando com a resolução do caso.

 

SERVIÇO - O Procon Piracicaba está localizado no prédio da Prefeitura Municipal de Piracicaba, Centro Cívico, no andar Térreo 2, com atendimento de segunda a sexta-feira, nos seguintes horários: atendimento telefônico: das 8h30 às 16h30h – pelo telefone 151 e  atendimento pessoal: das 8h30 às 16h30, mediante agendamento prévio pelo telefone 151.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.