Educação

São José lança nova plataforma de Educação Integral

Ferramenta digital reúne cerca de 60 mil questões, que serão disponibilizadas aos alunos e professores como opção estudo fora do horário de aula

Por Douglas Cruz | 20/10/2021 | Tempo de leitura: 2 min

Secretário de Educação, Jhonis Santos, em cerimônia realizada no Cefe
Secretário de Educação, Jhonis Santos, em cerimônia realizada no Cefe

A Prefeitura de São José dos Campos lançou, nesta quarta-feira (20), a PLEI (Plataforma de Educação Integral). A ferramenta de ensino híbrido será utilizada como estratégia de estudos do contraturno, ou seja, fora do horário de aula, no modelo não presencial.

A plataforma foi lançada em uma gincana realizada no Cefe (Centro de Formação do Educador). Dois alunos de cada uma das 48 escolas municipais estiveram presentes, assim como o prefeito, Felicio Ramuth (PSDB); o secretário de Educação Jhonis Santos, vereadores e profissionais da educação.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp e receba matérias exclusivas. Fique bem informado! Acesse: https://bit.ly/ovale-agora-12

A plataforma será disponibilizada pela Empresa Jovens Gênios Provedor de Conteúdo, vencedora da licitação de prestação de serviços no valor de R$ 6,4 milhões, com duração de 12 meses.

PLATAFORMA

A ferramenta possui mais de 60 mil questões, em seis áreas do conhecimento, Português, Matemática, História, Geografia, Ciências e Inglês. As questões serão apresentadas em formato de jogos, banco de questões para provas e simulados, trilhas de aprendizado, desafios e olimpíadas online.

A plataforma foi elaborada para os alunos do 1º ao 9º ano, com uso de inteligência artificial e gamificação, que permite a personalização para o nível de aprendizado de cada aluno.

Segundo a prefeitura, equipes das escolas fizeram formação para o uso da ferramenta, os alunos já possuem login e senha e o time do Cite (Centro de Inovações e Tecnologias Educacionais) irá acompanhar o uso da plataforma, que poderá ser solicitada pelo professor como tarefa de casa ou ferramenta complementar caso o professor deseje. 

“Essa plataforma de educação integral, é a forma de implementarmos a educação híbrida na rede municipal”, disse o secretário de Educação.  

De acordo com a administração, todos os alunos da Rede Municipal, cerca de 38 mil crianças e adolescentes, podem ter acesso pelo celular ou computador. A administração ressaltou que alunos em situação de vulnerabilidade social recebem, desde abril deste ano, chips de celular com acesso à internet. 

TESTES

Estudantes da Emef Elizabete de Paula Honorato, no Jardim Mariana, passaram por um projeto piloto neste ano. Os 20 melhores classificados foram premiados durante o evento desta quarta.

Segundo a prefeitura, em uma semana de teste com 195 alunos, foram registradas 233 horas de estudo, com 110.955 questões respondidas, sendo cerca de 569 questões por aluno.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.