VOTAÇÃO

São José: Câmara rejeita moção de apoio à Parada do Orgulho LGBT+

Apenas cinco vereadores votaram a favor da moção

Por Sessão Extra | 04/06/2024 | Tempo de leitura: 1 min
São José dos Campos

Rovena Rosa/Agência Brasil

Evento foi realizado no último domingo
Evento foi realizado no último domingo

Rejeição
A Câmara de São José dos Campos rejeitou nessa terça-feira (4) uma moção que manifestaria apoio à Parada do Orgulho LGBT+, que foi promovida no último domingo (2), em São Paulo.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

A favor
Dos 21 vereadores, apenas cinco votaram a favor da moção: Amélia Naomi (PT), Dr. José Claudio (PSDB), Dulce Rita (União), Fernando Petiti (PSDB) e Juliana Fraga (PT).

Contra
Outros 14 vereadores votaram contra a moção: Fabião Zagueiro (PSD), Juvenil Silvério (PSD), Júnior da Farmácia (MDB), Lino Bispo (PL), Marcão da Academia (PSD), Marcelo Garcia (PRD), Milton Vieira Filho (Republicanos), Rafael Pascucci (PSD), Renato Santiago (União), Robertinho da Padaria (PRD), Roberto Chagas (PL), Thomaz Henrique (PL), Walter Hayashi (União) e Zé Luis (PSD). Rogério da Acasem (PP) não estava presente. O presidente da Câmara, Roberto do Eleven (PSD), votaria apenas em caso de empate.

Moção
Na moção, a vereadora Amélia Naomi afirmava que o evento visa "dar visibilidade às categorias sociossexuais e fomentar a criação de políticas públicas para LGBTQIA+", além de ser uma oportunidade "de celebração pelas conquistas já alcançadas, pelo avanço de nossa sociedade ao respeito às diferenças e para reivindicar, da maneira mais feliz e irreverente, por um país mais justo e igualitário".

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Kelly C
    05/06/2024
    É muita fake news e desorientação que se passa só para apavorar. Viva pais maes e filhos lgbts
  • Laurence Benatti
    05/06/2024
    Apoio integralmente a decisão. Nada contra, entretanto, creio que seria melhor extravasarem suas tendências em ambientes fechados. Ninguém é obrigado a aceitar suas diretrizes. Nossa crianças têm o direito de não observar estas coisas até poderem se manifestar.