VANDALISMO

VÍDEO: Aluno defeca na sala de aula em SJC para colegas filmarem

Estudante do 2º ano do ensino médio de uma escola particular de São José defecou dentro da sala de aula e pediu que a ação fosse filmada por colegas

Por Da redação | 28/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Reprodução

Alunos ao redor do estudante que teria defecado na sala
Alunos ao redor do estudante que teria defecado na sala

Um aluno do 2º ano do ensino médio de uma escola particular de São José dos Campos defecou dentro da sala de aula e pediu que a ação fosse filmada por colegas, provavelmente com o intuito de postar nas redes sociais.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

O ato teria sido um vandalismo em protesto à postura de uma professora em não deixar o aluno sair da sala para ir ao banheiro, durante a aula, o que também seria uma orientação da direção, para evitar interrupções nas aulas.

Obtido por OVALE, o vídeo mostra cinco alunos em uma roda fechada no fundo da sala de aula em que, aparentemente, um deles defeca dentro da lixeira.

O episódio ocorreu em aula do ensino médio do colégio Anglo Alante em São José, na manhã de segunda-feira (27). A direção da escola teria tomado ciência do fato nesta terça-feira (28) e suspenso o aluno por três dias.

Em comunicado, a direção do Anglo Alante São José dos Campos disse que apurou o fato com todos os alunos envolvidos nas imagens e que o ocorrido não tem qualquer tipo de relação com bullying.

“A escola também reforça que tomou medidas disciplinares imediatas sobre o aluno diretamente envolvido no ato, com aplicação de suspensão de 3 dias e advertência formal. Além disso, a orientadora pedagógica, responsável pelo segmento, realizou uma reunião com todos os colegas que presenciaram o episódio para conscientização sobre o assunto”, informou o colégio.

FACA E LISTA

Trata-se do mesmo colégio particular em que um aluno foi flagrado, no final de abril, levando uma faca para dentro da escola. Ele foi suspenso e os pais tiveram que comparecer à unidade.

Outra polêmica foi a circulação de uma lista com nome de meninas que seriam “pegáveis”. Tal lista teria sido feita por alunos do Anglo e do colégio Poliedro, ambas escolas particulares de São José. Ela conteria fotos do rosto das estudantes, com as categorias “camarão”, “nem gera”, “é fora” e “nem chego perto”.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Falador
    30/05/2024
    Tinha que ser expulso direto. Serviria de exemplo para os outros engracadinhos.
  • Tati
    29/05/2024
    Esse lance de país e mães Trabalharem pra caramba pra manter os filhos, está deixando um furo enorme na educação, pois não veem o que os filhos estão fazendo em casa, na internet e na escola.