VIOLÊNCIA NO VALE

Polícia prende dois suspeitos por homicídio em Pindamonhangaba

Homem foi morto dentro de casa na noite de segunda-feira após ter denunciado um criminoso. Como vingança, bandidos foram até a residência da vítima e a executaram a tiros

Por Jesse Nascimento | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
Pindamonhangaba

Reprodução

Suspeitos deixam a delegacia de Pinda
Suspeitos deixam a delegacia de Pinda

Dois suspeitos foram presos pela Polícia Civil pela morte de um homem em Pindamonhangaba, ocorrida na noite da última terça-feira (13). A vítima foi executada a tiros por vingança, já que teria denunciado um dos envolvidos à polícia.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp. 

No dia do crime, um adolescente, de 16 anos, havia sido apreendido suspeito de ter participado do crime. Segundo o relato do adolescente à polícia, ele e um cúmplice foram até a residência da vítima de bicicleta. O autor teria efetuado os disparos contra Marcelino de Carvalho. Após o crime, ambos retornaram à casa do adolescente, onde ele foi apreendido.

Após o crime, policiais civis e militares iniciaram uma série de diligências e trocando informações, para identificar e capturar os demais autores do crime. Durante os trabalhos de campo, um dos suspeitos acabou sendo preso em flagrante. Em seguida, outro homem, acuado pela prisão do comparsa, se apresentou à autoridade policial. Os dois foram levados à carceragem da Delegacia Seccional de Taubaté, onde estão à disposição da Justiça.

As prisões aconteceram na noite desta terça-feira (14), em ação do Setor de Investigações Criminais. Marcelino de Carvalho foi morto a tiros na segunda-feira (13), por volta de 19h, em sua casa.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.