ELEIÇÕES 2024

PL de Bolsonaro oficializa coligação com PSDB em São José e deve filiar Eduardo Cury

Em evento com filiados, PL recebeu apoio de Emanuel Fernandes, que disse que agora vai ser “PL e PSDB”

Por Da redação | 02/04/2024 | Tempo de leitura: 3 min
São José dos Campos

Reprodução / Redes Sociais

Emanuel Fernandes em encontro do PL
Emanuel Fernandes em encontro do PL

Partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, o PL (Partido Liberal) oficializou a coligação com o PSDB na disputa pelo Paço Municipal em São José dos Campos.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

O apoio foi confirmado durante evento do PL para filiados e simpatizantes na noite de segunda-feira (1º), que contou com palestra de Emanuel Fernandes, que retornou ao PSDB após quase 10 anos afastado da legenda e da política.

“São José está saindo do prumo e desse equilíbrio que tínhamos. Em política a gente tem que identificar o que nos une. Antes era PSDB e PL, acho que agora vai ser PL e PSDB”, disse Emanuel durante o encontro.

Ele fez menção à época em que foi prefeito de São José e seu vice era Ednardo José de Paula Santos, do PL. Agora a situação se inverte com a provável ida de Eduardo Cury do PSDB para o PL, encabeçando a chapa que disputará a eleição em outubro. O vice deve ser indicado pelos tucanos.

EDUARDO CURY.

A decisão tem que ser tomada até o próximo sábado (6), quando se encerra o período para a troca de partido para quem pretende disputar a eleição.

A união com o PL evita a derrocada do PSDB em São José, como vem ocorrendo em outras cidades. Vencedor de seis das últimas sete eleições municipais, os tucanos perderem força em São José com a saída de centenas de filiados para o PSD, movimento liderado pelo vice-governador de São Paulo, Felicio Ramuth, e o prefeito de São José, Anderson Farias, no começo de 2022.

Revelado por OVALE, o namoro entre PSDB e PL já havia sido sacramentado por Cury, em encontro do PSDB no dia 27 de março.

"Queria compartilhar com vocês que tem um partido que vai caminhar com a gente, qualquer que seja a nossa direção, que é o PL, por uma questão de relação pessoal que foi construída por nosso grupo e por mim lá em Brasília, por uma decisão nacional, estadual e municipal [do PL]. Nós vamos caminhar juntos em São José", afirmou Cury no encontro.

FUNDO PARTIDÁRIO.

Ele confirmou que os partidos estarão juntos na eleição municipal, para a preocupação de Felicio e Anderson. Além de ter o maior fundo partidário (R$ 863 milhões), o PL é o partido de Bolsonaro, que recebeu 62,58% dos votos joseenses no 2º turno de 2022, e fez críticas a Gilberto Kassab, cacique maior do PSD de Anderson e Felicio.

No entanto, nem tudo serão flores entre PL e PSDB. Ala mais radical do partido não aceita Cury como candidato a prefeito: “Cury, não”, “Ele traiu o presidente”, “Tudo menos ele”, foram algumas das frases entoadas pelos filiados descontentes no encontro da última segunda.

“Bolsonaro pedirá voto para o 22 nas eleições e também para os vereadores. Nós não queremos perder ninguém. Não chamem o PL de fraco, porque somos o maior partido do Brasil. Nosso candidato a prefeito pode vencer no primeiro turno”, afirmou Lino Bispo, presidente do PL de São José.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.