PERSONAGEM

Ex-pastora de São José larga a igreja, vai para o OnlyFans e aposta em conteúdo adulto

Ana Akiva viralizou nas redes sociais com a guinada de pastora para criadora de conteúdo adulto

Por Da redação | 08/12/2023 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Reprodução / Redes Sociais

Ana Akiva trocou as pregações por vídeos de conteúdo adulto
Ana Akiva trocou as pregações por vídeos de conteúdo adulto

A história de Ana Akiva, 36 anos, é cheia de guinadas, e a mais recente tem dado o que falar nas redes sociais.

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região! Acesse: https://whatsapp.com/channel/0029VaDQJAL4tRs1UpjkOI1l

Pastora em São José dos Campos e casada com um pastor e líder espiritual, ela largou o casamento e a igreja e decidiu abrir uma conta na plataforma de conteúdo adulto OnlyFans. Também começou a trabalhar como comissária de voo.

No lugar das pregações e aparições na igreja, Ana Akiva investiu em fotos sensuais e em vídeos eróticos com conteúdo exclusivo para assinantes da plataforma.

Em seu perfil nas redes sociais, atualmente com mais de 111 mil seguidores, ela foi bombardeada com críticas de quem a seguia como pastora, mas também recebeu elogios e incentivos de novos admiradores.

Ana Akiva já participou do concurso Miss Bumbum antes de assumir uma conversão em 2015 e tornar-se pastora evangélica, além de se casar com um pastor e rabino de São José. Após o fim do conturbado casamento de sete anos, ela retomou a carreira como modelo.

“Quando era casada, ele me proibia de trabalhar fora e ter amizades. Vivia pela família e pela igreja. É difícil ser feliz ao lado de alguém que controla sua vida e que nunca te coloca para cima, que te chama de lixo, cospe na sua cara, muitas mulheres passam por isso dentro da igreja e sofrem caladas assim como eu”, disse ela ao Correio Braziliense.

ABUSOS

Ana Akiva disse que se cansou de sofrer com abusos psicológicos e diversas mentiras, e criticou membros da igreja.

“Fui de verdade, leal e fiel, tanto na igreja quanto no meu casamento, mas tenho o livre arbítrio de não querer estar em um lugar que era para ser santo, que era para ser bom, mas não está sendo. Lá é pior que vender nudes”, afirmou.

Mesmo trilhando agora um caminho totalmente condenável pela igreja, com a produção de conteúdo adulto, Ana Akiva disse que não perdeu a fé, apesar das decepções que teve com a igreja.

“Um dia posso voltar para a igreja, tenho fé em Deus. Acredito que fazer conteúdos sensuais não me diminui como filha de Deus e nem como pessoa, mas por respeito a Deus resolvi me afastar da liderança e do título de pastora”, afirmou.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.