CRIME BRUTAL

Quem matou Larissa? Polícia investiga morte de mulher encontrada sem cabeça na região

Larissa dos Santos Lucio, de 30 anos, foi encontrada dentro de um prédio municipal que está em obra, no bairro Perequê-Mirim

Por Da Redação | 06/12/2023 | Tempo de leitura: 1 min
Caraguatatuba

Reprodução/Facebook

Corpo que estava em avançado estado de decomposição foi achado ao lado de uma caixa d’água
Corpo que estava em avançado estado de decomposição foi achado ao lado de uma caixa d’água

A Polícia Civil investiga a morte de Larissa dos Santos Lucio, de 30 anos, que foi encontrada sem a cabeça em um prédio municipal que está em obra no bairro Perequê-Mirim, em Caraguatatuba. O corpo, que estava em avançado estado de decomposição, foi achado ao lado de uma caixa d’água na última segunda-feira (4).

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região! Acesse: https://whatsapp.com/channel/0029VaDQJAL4tRs1UpjkOI1l

O corpo de Larissa foi localizado depois que moradores vizinhos à obra, na rua São Manoel, encontraram parte da mandíbula e parte de um dos pés da vítima, acionando então a Polícia Militar. Os policiais foram ao local, que seria ponto de moradores de rua e usuários de drogas, e acharam o restante do corpo.

Uma perícia foi realizada no local para ajudar a polícia nas investigações e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal. O caso foi registrado na delegacia de Caraguá. De acordo com a prefeitura, a área em que ocorreu o crime sediará uma escola e o bairro tem câmeras que poderão auxiliar a investigação.

“A Prefeitura de Caraguatatuba informa ainda que o espaço vai receber intervenções para abrigar uma nova unidade escolar, já que a demanda do bairro requer a abertura de vagas em novas escolas. Inicialmente o prédio foi projetado para abrigar um Centro Integrado à Pessoa com Deficiência e ao Idoso, mas se tornou obsoleto com o tempo por conta da abertura de novos espaços voltados aos idosos, bem como convênios com a iniciativa privada. A Prefeitura ressalta que os prédios públicos recebem rondas periódicas da Vigilância Patrimonial e da Guarda Civil Municipal. As câmeras de monitoramento do bairro devem ajudar nas investigações”, disse a nota.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.