BRIGA

Confusão por vaga de deficiente termina em agressões no centro de Franca; VÍDEO

Nas imagens, é possível ver motorista com um extintor na mão batendo no veículo da mãe de criança com autismo, e as pessoas ao redor tentando segurá-lo.

Por Igor Araújo | 06/12/2023 | Tempo de leitura: 4 min
da Redação

WhatsApp/GCN

Imagens mostram o veículo Onix estacionado na vaga de deficiente e momento que o condutor danifica Ecosport
Imagens mostram o veículo Onix estacionado na vaga de deficiente e momento que o condutor danifica Ecosport

Uma confusão por uma vaga de deficiente terminou em agressões físicas no Centro de Franca, na tarde desta terça-feira, 5. Um veículo Chevrolet Onix com três pessoas de uma família estacionou em uma vaga para deficientes na rua Campos Sales para buscar o filho na escola. No momento em que o motorista do Onix desceu para pegar o filho na escola, uma mulher de 41 anos, que tem uma filha de 8 anos com autismo, estava em um Ford Ecosport com credencial para usufruir da vaga. Mas ela precisou parar em outro local, já que a vaga de deficiente estava ocupada pelo veículo Onix. 

A motorista do Ecosport chegou para as duas passageiras do Onix e disse que, se eles têm direito a vaga para deficientes, para providenciarem a credencial para não haver problemas da próxima vez. Foi quando começou toda a confusão, segundo as informações do boletim de ocorrência.

'Só não morri porque intervieram'
A motorista da Ecosport, de 41 anos, foi até a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Franca e registrou um boletim de ocorrência, de lesão corporal e danos materiais. Ela conta que após pedir para as passageiras do Onix providenciarem a credencial para a vaga, as duas passageiras começaram a agredi-la com socos, puxões de cabelo, e em seguida o motorista do Onix, que é marido de uma das passageiras, começou a dar socos nas costas da mulher.

Enquanto ela estava sendo agredida pelas duas mulheres, o motorista do Onix teria pego um extintor e começou a danificar o veículo dela. A mulher ainda conta que isso tudo aconteceu na frente de sua filha de 8 anos, e que as agressões só pararam após pessoas que estavam no local conseguirem segurar os três. A mulher de 41 anos apresentou lesões pelo corpo e contou que sua filha autista chegou a ser arranhada durante a confusão.

"Eu fui espancada por três pessoas na frente da minha filha. Só não morri porque as pessoas intervieram. Apenas fui falar para eles que se tinham direito à vaga de deficiente, para que providenciasse o certificado, e após isso, as duas mulheres começaram a me agredir, e logo depois o marido dela também, além disso ele pegou um extintor e danificou todo meu carro", disse a mãe.

Versão do outro lado
A mulher que estava no veículo Onix contou que realmente o marido dela parou na vaga errada, e que a motorista da Ecosport chegou agredindo ela verbalmente, dizendo que da próxima vez ela iria quebrar todo o carro dela se eles parassem novamente na vaga. Após isso, a motorista ainda teria ido para cima da passageira do Onix.

"Então, realmente eu errei por estar parado numa vaga de deficiente. Na verdade, eu nem ocupei toda a vaga, eu ocupei só um pedacinho da vaga de deficiente e um pedacinho de uma garagem. E aí, a mulher saiu do carro, pegou a criança dela na escola e veio me agredindo verbalmente no carro, falando que da próxima vez ela ia quebrar todo o meu carro se eu parasse de novo numa vaga de deficiente. Eu até falei, me desculpe, se você tivesse me falado, eu tinha tirado o carro. Só que aí, ela avançou na minha cunhada que estava atrás do carro, e começou a chutar o carro", afirmou a mulher, que estava aguardando seu marido também buscar o filho na escola.

A mulher que assumiu que seu marido parou na vaga errada ainda conta que chegou a pedir desculpas, e que não tinha necessidade disso, mas a mulher já chegou agredindo sua cunhada que estava no banco de trás do Onix, e apenas foi defendê-la. "Eu acho que as pessoas andam com os nervos muito aflorados. Acho que tem que ter mais humildade, compreensão e conversar direito. A gente não precisa disso. Eu ia pedir desculpas, inclusive, eu cheguei a pedir. Só que aí, ela começou a puxar o cabelo da minha cunhada, que estava atrás, no banco de passageiros. E aí, eu estava com o cinto de segurança, eu retirei o cinto, dei a volta pra impedir que ela continuasse agredindo a minha cunhada".

Nas imagens, é possível ver o motorista do Onix com um extintor na mão, batendo no veículo da mãe da criança com autismo, e as pessoas tentando segurá-lo. Os dois carros ficaram danificados após a confusão, segundo as pessoas envolvidas. Um boletim de ocorrência foi registrado na CPJ de Franca.

A mulher mãe da criança autista passou por exames nesta quarta-feira, 6, onde foi constatada uma lesão na vértebra devido às agressões sofridas.

Um boletim de ocorrência de lesão corporal foi registrado na CPJ de Franca
Um boletim de ocorrência de lesão corporal foi registrado na CPJ de Franca
Após passar por exame nesta quarta-feira, a mulher constatou uma lesão na vertebra
Após passar por exame nesta quarta-feira, a mulher constatou uma lesão na vertebra

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

22 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Paula
    08/12/2023
    Respeitar a lei...aa regras...ficou fácil 3 contra uma.....mas uma hr vão achar p cabeça.....Respeitar a vaga....sinalização mta clara p todos e ainda se acham fazer isso
  • APARECIDO DONIZETE NUNES
    07/12/2023
    Quem gravou o video, se é que gravou, não sabe nem gravar com o celular, se não mexer, chama o Profissional. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  • Sarah
    07/12/2023
    A mulher apanhou como se fosse um bicho eu tava lá na frente e vi tudo até meu filho foi obrigada a presenciar. A mulher do banco de trás começou a chamá-la de puta e deu o primeiro soco pela janela mesmo a atingindo do lado de fora, aí foi só ladeira a baixo. A mãe é vítima! Só estava defendendo o direito da filha autista. Bando de povo hipócrita.
  • Denise
    07/12/2023
    se fazendo se vitima kkk. contas a coisas certinha porque tinha muitas pessoas na porta da escola que viu quem realmente começou essa briga
  • kinho
    07/12/2023
    Lamentável, está completamente errado parar em vagas de idosos e deficientes sem a devida credencial (é para isso que ela serve) e além de tudo agir com ignorância e violência. Espero que o poder público, particularmente a justiça e a polícia punam exemplarmente este bando de delinquentes.
  • LILS
    07/12/2023
    Nossa cidade está cheia de bolsonaristas, melhor tomar cuidado!
  • Indignada
    07/12/2023
    Isso tudo pq foi de frente uma escola. Educação zero e ignorância total. O resultado disso não pode ser bom.
  • Dirceu
    07/12/2023
    As vagas exclusivas sempre são desrespeitadas.. os motoristas não tem vergonha na cara e ainda estacionam onde não pode. Minha cunhada tem um filho autista e enfrenta esse problema diariamente, principalmente na porta da escola do menino. Hoje as pessoas querem sair no braço por qqer coisa.. não importa se estão certas ou erradas.
  • Sandra
    07/12/2023
    \"Adultos\" se agredindo em frente a uma *escola* em frente de uma criança autista. Lamentável a *educação*
  • Fiel
    07/12/2023
    Que povo sem noção, desrespeitoso. Se fizeram um papelão desses em frente a um prédio da polícia, imagino o que não fazem por aí.
  • José
    07/12/2023
    Essa não é a escola do lado da delegacia não né? Puts, que horror, lá precisa se o pai é assim imagina como a criança deve ser. Polícia pra um conselho tutelar pro outro
  • JOIAS DAS ARÁBIAS
    07/12/2023
    Não respeita a lei que garante vaga de estacionamento exclusiva para portadores de deficiência, brigam, xingam, depredam e, tudo na frente de crianças. E, depois a culpa pela má formação de jovens é dos professores. Outra dúvida que não me faz calar é se houvesse alguma arma de fogo? O problema poderia redundar em algo muito mais sério. Mas, não podemos ignorar o fato que, são situações como esta que, servidas de armas de fogo acabam em trajédia.
  • Arlei Rodrigo De Melo
    07/12/2023
    Aqui em franca não tem respeito com as vagas especiais, até me supermercado isso acontece, nada justifica violência mas precisa de uma providência urgente sobre o assunto por parte das autoridades.
  • Senhor Francano
    06/12/2023
    GADO FAZENDO COISAS DE GADO!!!!!!!!!
  • Devolve as Jóias
    06/12/2023
    Na cidade que Bolson4ro obteve 70% dos votos, infelizmente não duvido de nada. Infelizmente é reflexo educacional e social sim. Lamentável.
  • Adriano
    06/12/2023
    o adesivo de terço no carro não condiz com as ações né. cometeram vários crimes. gente assim eu espero que deus recolha o mais rápido possível, tem muita gente na terra, esses fazem errado e ocupam espaço(que nem é deles) atoa kkkkkk
  • Pikcha Phrall
    06/12/2023
    Se o pica-pau tivesse estacionado conforme as leis de trânsito que fazem com que haja alguma organização automática em nossa sociedade, para que não seja necessário lembrar cada um de seus devers a todo momento, nada disso teria acontecido...
  • MARCOS
    06/12/2023
    EU NÃO ENTENDO, SE A A VAGA É DE PESSOAS ESPECIAIS PQ UMA PESSOA QUER APROVEITAR E ESTACIONAR NESSE LUGAR? INDEPENDENTE QUE A MÃE DA CRIANÇA CHEGASSE FALANDO ALTO, E ESTAR ERRADA PELA FALTA DE EDUCAÇÃO COMO DISSE A OUTRA PESSOA, NEM ISSO JUSTIFICA ELA SER AGREDIDA POR 3 PESSOAS, RESULTADO FINAL FOI QUE ELA FICOU FERIDA, DOIS CARROS DANIFICADOS E AS PESSSOAS QUE A AGREDIRAM VAO TER QUE PAGAR O CONSERTO DO CARRO E SUJEITOS E LEVAR UMA MULTA E UM PROCESSO QUE PODEM LHES CUSTAR UM DINHEIRINHO, TUDO ISSO POR ESTACIONAR EM LUGAR PROIBIDO A ELES, E POR FALTA DE PREGUIÇA DE ESTACIONAR NUM LUGAR QUE PODERIAM ESTACIONAR E EVITAR TODO ESSE CONSTRANGIMENTO
  • Mãe de autista
    06/12/2023
    Vaga de deficiente é pra vaga de deficiente, não tem que pegar nem um pedaço da vaga e pronto. Quem errou foi quem parou errado, também não estou querendo dizer que a mãe da criança autista estava certa, claro que não,mas a placa já diz que a vaga é pra quem tem realmente deficiência,e se fosse um deficiente físico que é pior ? Onde pararia? Então errou Chevrolet Ônix
  • ira
    06/12/2023
    infelismente a falta de dialogo,, resulta nisso,u enho direitoa vaga d eidoso, se eu chego,um jovem usou a vaga, eu nao falo n ada, vou embora, procrar poder estacionar, ele e quemesta errado, mas, as pçessoas hoje nao admitem, que estao, entao melhor deizxar passar em branco se uma auoridade aparecer, vai autuar,
  • Augusto
    06/12/2023
    Parou na Vaga errada e ainda agrediu a Pessoa .. E Pior scha que está certo!!
  • Inconformada
    06/12/2023
    Gente que mundo é esse ? Tudo agora é agressão !!!! Nenhuma empatia , educação, respeito com outros até parece que viramos bichos selvagens