POLEMICA

Moradores invadem perfil de Dário e criticam casas de 15 m²; prefeito rebate

Por Xandu Alves | Campinas
| Tempo de leitura: 3 min
Divulgação / Eduardo Lopes
Residencial Mandela em Campinas: 116 casas de 15m² para abrigar mais de 450 pessoas
Residencial Mandela em Campinas: 116 casas de 15m² para abrigar mais de 450 pessoas

Moradores da cidade de Campinas usaram postagens nas redes sociais do prefeito da cidade, Dário Saadi (Republicanos), para criticá-lo sobre o projeto de moradia popular do Residencial Mandela, que terá casas embriões de 15 m² para 116 famílias e mais de 450 pessoas.

Reportagem de OVALE e da Sampi Campinas, que tem sido compartilhada em todo o país com milhões de visualizações, mostrou que o projeto foi criticado por especialistas da USP (Universidade de São Paulo) e da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e que descumpre diretrizes da ONU (Organização das Nações Unidas).

Na página oficial de Dário Saadi no Instagram, em postagens sobre eventos nos últimos dias, o mandatário vem sendo duramente criticado pelos internautas.

“Sr. Prefeito, você moraria numa casa de 15 metros quadrados com a sua família? Então por que está construindo uma vergonha dessa para as famílias da cidade?”, escreveu um internauta.

“Tua casa tem cozinha prefeito? Pq a casa do povo do conjunto Mandela Vive não tem cozinha??? Casa de 15m²??? Respeite o povo”, apontou outro.

E mais: “Que tal mudar a residência do prefeito para uma casa de 15 m²!? Tem que ser muito sem noção para aprovar um projeto desse!!”.

“Casa de 15 m² para pobres? Sim. Essa é a proposta desse prefeito do Partido Republicano (partido de direita e ligada à Universal do Reino de Deus). Tudo explicado”, afirmou outro comentário.

“Casa com 15m²...De onde você tirou essa ideia? Que qualidade de vida esses moradores vão ter ? Isso impacta muito. A saúde emocional desse povo”, escreveu uma internauta.

“Vc moraria com a sua família em uma casa de 15 m2???? Irresponsável e completamente desumano”, perguntou um internauta.

Uma internauta chamou o projeto de “desumano” e disse que é uma “vergonha para Campinas”, uma das cidades “mais ricas do país”.

REAÇÃO

O prefeito de Campinas reagiu aos comentários e à publicação de OVALE e da Sampi Campinas.

Em vídeo postado nas redes sociais nesta segunda-feira (12), ele diz que há pessoas “dando palpites sobre a ocupação Mandela sem ter conhecimento dos fatos”.

Ele afirma que a Ocupação Mandela já tem ordem de reintegração de posse dada pela Justiça e que, em comum acordo com o Judiciário, a prefeitura “viabilizou um novo local”.

Dário afirma que havia sido definida a entrega de um lote com água e energia elétrica e que a prefeitura “foi além”, fazendo a “pavimentação, galerias pluviais e levou água e iluminação pública”.

O prefeito divide o vídeo com moradores da Ocupação Mandela, que se dizem satisfeitos com a nova moradia, que é “um teto de verdade” e não um barraco.

Dário ainda explica que as famílias teriam definido construir uma casa embrião em assembleia, por meio do financiamento. “É o início da sua construção. Isso foi definido em assembleia por unanimidade”, disse Dário.

No final do vídeo, o prefeito critica o que chama de “lacradores da internet” e diz que “lacrar em rede social, fazer postagens criticando a prefeitura é fácil, mas resolver os problemas é muito difícil, e nós estamos fazendo”.

E completa: “Quem invade as redes pra lacrar, não tá a fim de construir. São pessoas que estão na política só para criticar e destruir. Ainda bem que o povo não pensa como eles”.

Comentários

1 Comentários

  • Rafael 13/06/2023
    Transferir de um barraco de tapume pra um de alvenaria, chama-se transferência de problema, não resolução de problema.