RECEITA DA SONIA

Mini manjar

Manjar é sinônimo de iguaria fina e, em sentido figurado, aquilo que deleita também o espírito. Veja a receita de Sonia Machiavelli.

Por Sonia Machiavelli | 09/06/2024 | Tempo de leitura: 3 min
Especial para a Sampi

Ingredientes

Manjar

  • 200 ml de leite de coco 
  • Meio litro de leite integral
  • Meia lata de leite condensado 
  • 5 colheres (sopa) de amido de milho
  • Óleo para untar a forma

Calda

  • 100 gramas de frutas vermelhas
  • 1 xícara de açúcar cristal
  • Meia xícara de água

Manjar é sinônimo de iguaria fina e, em sentido figurado, aquilo que deleita também o espírito. Em nosso país o manjar branco é um clássico entre as sobremesas. Difícil é encontrar quem a ele resista. Presente em livros de culinária da Europa do século XV, era mistura de caldo de galinha, farinha de arroz e mel, algo impensável ao paladar contemporâneo. Tal como o conhecemos hoje, foi trazido pelos colonizadores e reinventado pelos africanos que retiraram o caldo de frango e colocaram leite de coco. A calda de ameixa do manjar clássico com ares vintage é criação do começo do século XX.

Tradicionalmente colocado em forma redonda com furo no meio, na quantidade especificada de ingredientes acima rende seis pedaços. Mas se quiser apresentar a iguaria de um jeito diferente, use forminhas individuais para obter uma sobremesa chique. Em lugar da calda de ameixa tradicional invista em outra, com frutas vermelhas. A da foto é de amoras, mas pode ser de morango, encontrado o ano todo nos varejões. 

Comece untando com óleo vegetal as forminhas que podem ser as de empada ou outras, ainda mais festivas. As de silicone em formato de flor são lindas. Passe ao creme. Numa tigela dissolva o amido de milho no leite frio. Mexa bem, se necessário utilize um fouet. Junte o leite de coco. Volte a mexer para que não forme nenhum gruminho. Agregue o leite condensado. Mexa de novo. Leve a mistura ao fogo médio em panela alta (para que não derrame ao ferver). Mexa continuamente até o creme engrossar.

 Despeje a mistura ainda quente nas forminhas untadas e alise a superfície com uma colher umedecida em água. Disponha as forminhas em uma assadeira e cubra tudo com papel filme para que não criem película. Deixe esfriar em temperatura ambiente. Depois disso, leve à geladeira por no mínimo duas horas.

Enquanto o manjar esfria, prepare a calda. Macere parte das frutas vermelhas deixando as outras inteiras, caso use amoras. Se forem morangos, corte cada um em quatro para ficar delicado. Leve as frutas ao fogo baixo com água e açúcar e deixe ferver até a calda engrossar. Reserve até esfriar e depois coloque na geladeira até a hora de montar a sobremesa.

No momento de servir, desenforme cada manjar em prato de sua preferência. Para facilitar o processo, utilize uma faca sem ponta para soltar a lateral, cubra a forma com o prato e vire de uma vez só, para que não quebre. Com o manjar no prato, é só decorar com um pouquinho de calda e deixar o restante numa molheira, a fim de que o manjar branco não fique manchado.

Essa é uma sobremesa cheia de memória, com jeito de carinho e afeto. Sugestão para o cardápio do Dia dos Namorados, que vem aí.

Sonia Machiavelli é professora, jornalista, escritora; membro da Academia Francana de Letras

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.