LENDA VIVA

Franca 200 anos: Sérgio Aleixo, enciclopédia do basquete francano

Mordomo do Franca acompanhou 3 mil partidas na cidade, percorreu 21 países, 222 municípios e fez estatísticas de 461 atletas.

Por Guilherme Faber | 23/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Reprodução

Sérgio Aleixo de Paula
Sérgio Aleixo de Paula

Sérgio Aleixo de Paula nasceu em 7 de setembro de 1930 na cidade de Nuporanga, rapidamente estabilizou-se em Franca, completou o seu ciclo escolar no IEETC (Instituto de Educação Estadual Torquato Caleiro) e iniciou os seus trabalhos como professor primário. Da Educação para o basquete, e Sérgio Aleixo virou um dos personagens da história bicentenária de Franca.

O basquete
Sérgio ainda se tornou bacharel em Direito pela FDF (Faculdade de Direito de Franca), mas a sua vida mudou quando recebeu e aceitou o convite do então técnico Pedro Morilla Fuentes, o Pedroca, para ser mordomo do Franca Basquete.

Assim, presenciou a mudança da equipe das quadras do IEETC para o Clube dos Bagres, guardou as súmulas dos jogos desde o primeiro registro de Franca na FPB (Federação Paulista de Basketball), em 10 de maio de 1959, até o fim da temporada 2009/10, acompanhou 3 mil partidas na cidade francana, percorreu 21 países, 222 municípios e fez estatísticas de 461 atletas.

“No dia a dia, era uma pessoa extremamente metódica, sistemática, mas com uma qualidade de conhecimento geral e, principalmente, nos proporcionou tudo nas viagens. O Sérgio é um dos personagens mais importantes do basquete francano juntamente com Hélio Rubens, Pedroca, José Martiniano, Osvaldo Collesi, Juca Vilhena e alguns jogadores”, disse o ex-jogador, ex-técnico de basquete e coordenador de projetos e desenvolvimento do Bauru Basket, Jorge Guerra, o Guerrinha.

Detalhe que em seus dados há o ranking dos jogadores "reis do banco", "sapateiros", atletas que foram para quadra e sequer pontuaram, "cavalos", jogadores reconhecidos pelo vigor físico e os placares recordes tanto de vitórias como derrotas.

Curiosamente, Aleixo de Paula prestou essa contribuição como gesto de amizade, ou seja, nunca recebeu salário por essa ocupação, deixou todos os arquivos sem nenhuma digitalização dentro da sua casa e interrompeu essa atividade há 14 anos devido a sua idade avançada.

“Embora nunca tenha jogado, contribuiu de outra forma com registro da história do basquete da cidade através de colheita de súmulas e contabilização dos números dos atletas. Hoje nós sabemos dos ídolos do passado, tantas outras curiosidades e devemos totalmente ao Sérgio”, ressaltou o advogado e pesquisador do basquete francano Rodolfo César Pino.

Atualmente
Viúvo e pai de cinco filhos, Sérgio Aleixo de Paula encontra-se aposentado, está com 93 anos de idade e mora em Franca sob os cuidados da família.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.