MEDO

Vídeos de brigas entre alunos dentro de escola de Franca mobilizam pais; ASSISTA

Escola David Carneiro Ewbank foi palco de troca de agressões entre alunos. Secretaria de Educação do Estado 'repudia todo e qualquer ato de violência dentro e fora das escolas'.

Por Igor Araújo | 22/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

WhatsApp GCN

Briga de alunos foi registrada pela câmera de um celular
Briga de alunos foi registrada pela câmera de um celular

Vídeos acompanhados de reclamações de pais de alunos estão circulando nas redes sociais, revelando uma série de brigas ocorridas na última semana protagonizadas por estudantes da Escola Estadual David Carneiro Ewbank, localizada na zona Oeste de Franca.

Nas imagens, é possível ver os alunos trocando ofensas, empurrões e partindo para agressões físicas. O mais preocupante para pais de alunos é que, apesar da presença de vários alunos ao redor das confusões, houve demora dos funcionários da escola para separarem das brigas. Em algumas imagens, as agressões foram separadas pelos próprios alunos.

Segundo relatos da mãe de um aluno, a primeira briga ocorreu na terça-feira, dia 16, seguida por outras ao longo da semana passada, todas registradas por câmeras de celulares. Uma mãe, que prefere não se identificar por medo das consequências para seu filho, mostrou sua indignação com a falta de ação por parte da direção da escola.

"Já faz mais de uma semana que essas brigas acontecem, e ninguém toma uma atitude. A direção da escola não se pronuncia. A direção da escola está sendo negligente com nossos filhos."

O pai de outro aluno, também optando por anonimato, relatou que seu filho está com medo de frequentar a escola devido ao número crescente de brigas, e que a falta de intervenção só aumenta a tensão entre os pais.

"A escola não se pronunciou até o presente momento. Existe um grupo de WhatsApp da direção da escola, mas não deram nem uma explicação aos pais. Se um aluno deste vai armado pra escola e efetua um tiro lá dentro, vai ferir crianças inocentes. Uma destas crianças pode ser nosso filho."

Outra mãe revelou que após assistir aos vídeos, não consegue mais ficar tranquila ao saber que sua filha está na escola. Ela expressou espanto com o tempo que as brigadas demoraram sem intervenção de inspetores ou professores.

"É inacreditável. Quando vi os vídeos, fiquei espantada. Cadê os professores? Os inspetores? Nós deixamos nossos filhos na escola para estudar e recebemos esses vídeos. Não consigo trabalhar mais tranquilo, tenho medo do que possa acontecer com meu filho lá dentro. "

Posição da Secretaria da Educação do Estado
"A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) repudia todo e qualquer ato de violência dentro e fora das escolas. Em ambas as situações, todas as medidas foram adotadas. Os responsáveis foram imediatamente chamados para mediação e o Conselho Escolar definição pela suspensão dos alunos envolvidos. As ocorrências foram inseridas no aplicativo do Conviva SP. 

A equipe do Programa de Melhoria da Convivência e Proteção Escolar acompanha o caso e irá implementar estratégias de conscientização sobre conflitos e cultura de paz na unidade escolar. A Diretoria de Ensino de Franca e a escola estão à disposição para mais esclarecimentos."

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

14 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Isa
    29/04/2024
    Engraçado culpar o atual governo. Na época que estudei no Cede, o governador era o atual vice-presidente, e as brigas eram as mais horríveis. Já teve vez de alunos usarem soco inglês para agredir um ao outro. As brigas lá sempre foram recorrentes. Isso é culpa dos pais que não dão educação para seus filhos. Educação vem de berço.
  • Luis Fernando
    24/04/2024
    E vc Darsio só tenho uma coisa a dizer, faz o L
  • .
    23/04/2024
    O Sede é uma das melhores escolas que tem em Franca. Engraçado os pais dos alecrins dourados reclamarem da falta de segurança dentro da escola e acusar professores e direção de negligência. Sabe quem estava brigando ? Os filhos de vocês, reflexo da ótima educação que vocês tem dado. Vide exemplo de pais nervosinhos que brigam, ofendem e matam por qualquer coisa. Prestem atenção no tipo de filhos que vocês estão mandando para a escola. Outra coisa, vão reclamar com o tal Feder (lunático)....Sociedade doente. Ahh, sou professora do estado ok ? Então sei muito bem do que estou falando.
  • Ana de Souza
    23/04/2024
    Educação e Respeito vem de berço. Se esses jovens não sabem se comportam e lidar com conflitos na vivência em sociedade, não é a escola a culpada. A escola é responsável pela educação pedagógica. O problema começa muito antes. Professores, inspetores, coordenação e funcionários em geral da escola correm tanto risco quanto demais alunos. Absurdo esse tipo de comportamento e para se comportarem ter que colocar policiais, onde vamos parar com essa geração.
  • Pai
    23/04/2024
    Na escola Celso Toledo uma mãe entrou dentro da sala de aula para agredir uma professora, a aluna tirou fotos da professora e a mesma fez a aluna apagar. A mãe se sentiu no direito de entrar dentro da escola e ainda fica postando nas redes sociais que foi com o aval da direção da escola e da Diretoria de Ensino. Os alunos ficaram assustadoa
  • JEFFERSON
    23/04/2024
    REFLEXO DA SOCIEDADE ,ACREDITA QUE TUDO E NORMAL
  • Dirceu
    23/04/2024
    \"A direção da escola está sendo negligente com nossos filhos\" Só rindo pra não chorar... os pais criam filhos como animais e depois quer que a escola os corrija. Essa violência toda, vem de casa... não começa na escola.. essa falta de limite a culpa é da educação, ou a falta dela, dada pelos pais. Os funcionários da escola, se por a mão num desses anjinhos, os pais vem com galos de briga e processam, xingam e muitas vezes agridem os funcionários... e depois vem dar uma de \"bons pais\" diante da imprensa. Pensem melhor nos filhos que vcs estão deixando para o mundo!!!!
  • BocaNoTrombone
    23/04/2024
    Mais um exemplo de que a base da piramide reflete a ponta. O que esperar de uma educação onde a chefe maior, a Secretária de Educação da cidade, humilha, persegue e agride os servidores públicos? Não tem um pingo de consideração com os alunos, vide os kits escolares e o atual estado da merenda escolar? Que venha a eleição e o povo se lembre disso...
  • Bruno Sousa
    23/04/2024
    E os pais querem que os professores separem as brigas? Se algum professor segurar um aluno desses, é capaz dos pais denunciarem o professor por violência contra menor. Se eu fosse professor, chamava a polícia e não chegava nem perto da confusão. Já dizia minha avó: \"educação vem de berço\". Escola é lugar de aprender, não de ser educado.
  • Natalia Barbosa
    23/04/2024
    Como sempre jogam a culpa na escola e professores. Essas pestes selvagens foram criadas por vocês e agora querem que a escola dê jeito. Essas brigas são combinadas mas redes sociais justamente para filmarem.
  • Darsio
    23/04/2024
    Querem colocar toda a culpa na direção da escola? Essa escola é a maior da região de Franca, com cerca de 700 alunos somente no período da manhã, ou seja, só um de seus períodos é maior do que a maioria das escolas da cidade. Algo mais complexo quando se pensa na imensa reforma pela qual a escola passa. E, olhem para a quantidade pífia de agentes escolares, isto é, muito aquém de suas necessidades. E, isto porque o Tarcísio não contrata agentes suficientes para atender as demandas. E, o que falar desses dois cavalões que, certamente não tiveram um mínimo de educação por parte de suas famílias, da mesma forma que ocorre com tantos outros jovens. Afinal, basta verificar que, em reuniões de pais e mestres, poucos responsáveis aparecem, mesmo as reuniões sendo feitas nos sábados. Famílias negligentes com as suas responsabilidades e governo omisso e, querem colocar toda a culpa na direção da escola? É por isso que transformaram as escolas num espécie de despejos dos problemas da sociedade que, covardemente negligencia as suas responsabilidades. Conheçam a realidade para não falarem besteiras.
  • Professor Souza
    22/04/2024
    Zoológico, hospício, umbral, inferno palavras que definem uma escola hoje. Graças a Deus dwixei decser professor para ser uber. Sou muito mais feliz. Que o apagão de professores comece, esse país odeia educacão e tudo que cheire a conhecimento. Um bando de animais.
  • Fiel
    22/04/2024
    Bastar por dois Pms na porta da escola, na entrada e saída. A presença da Polícia vai inibir esses brigões.
  • Maria
    22/04/2024
    Aonde será que começa essa violência? Nas redes sociais que nós pais e mães não controlamos de nossos filhos. E ai fico com pena dos professores que não conseguem controlar o que se começa em casa. No meu tempo de escola, ai de mim se tinhas que levar algum bilhete de insubordinação aos meus pais. Para mim, era castigo na certa.