QUANDO SAI?

Sem previsão de início, pavimentação da rodovia Rio Negro e Solimões segue no papel

Governo do Estado de São Paulo chegou a anunciar a vencedora da licitação, em janeiro do ano passado. A obra está orçada em R$ 42 milhões.

Por Pedro Baccelli | 14/03/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação
Sampi/Franca

Dirceu Garcia/GCN

Trecho da rodovia Rio Negro e Solimões, entre Franca e Restinga
Trecho da rodovia Rio Negro e Solimões, entre Franca e Restinga

A pavimentação da rodovia Rio Negro e Solimões, que liga Franca a Batatais, segue emperrada administrativamente. Orçada em R$ 42 milhões, a estrada segue de terra, apesar de a empresa Val Rocha ter sido anunciada vencedora da licitação para a realização da obra em 3 de janeiro de 2023.

Em entrevista ao programa Show da Manhã, da Rádio Difusora, nessa terça-feira, 12, o vice-governador de São Paulo, Felício Ramuth (PSD), citou que um dos investimentos previstos para Franca e o asfaltamento da Estrada do Leite, como é popularmente chamada a vicinal. "O edital, que, agora, com a viabilidade orçamentária, precisamos retomar".

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) de São Paulo informou que prosseguem os trâmites administrativos e a análise de recursos disponíveis para que o contrato seja assinado e, posteriormente, dada a ordem serviço para a pavimentação completa da rodovia.

Enquanto a obra não sai do papel, o departamento diz que já investiu R$ 8,6 milhões em serviços de conservação especial e melhorias na Rio Negro e Solimões, entre o km 378,2 e o km 387, em trecho que está pavimentado.

"O DER ressalta que realiza regularmente serviços de conservação e manutenção na estrada, inclusive no trecho sem pavimentação", finaliza.

O trecho a ser pavimentado fica entre o aeroporto de Franca e o trevo da Usina Cevasa.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Jefferson Naturaly
    14/03/2024
    Todos sabemos o real motivo que a pavimentação não sai do papel, o lobby ferrenho da Arteris contra. Arteris tem uma máquina de dinheiro na rodovia Candido Portinari e jamais permitirá que condutores tenham uma segunda opção de deslocação para o sul do estado.