SANEAMENTO

Cortez entra com ação para suspender audiências públicas sobre privatização da Sabesp

Segundo ele, é necessário garantir mais tempo para participação popular e assegurar debate democrático e transparente em torno do futuro da empresa; Franca sediaria evento em 5/3.

27/02/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Divulgação/Alesp

Para Guilherme Cortez,  a privatização da Sabesp terá sérias consequências para a população
Para Guilherme Cortez, a privatização da Sabesp terá sérias consequências para a população

O deputado estadual Guilherme Cortez (PSOL) protocolou nesta terça-feira, 27, uma ação popular requerendo a suspensão imediata das audiências públicas sobre a privatização da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Segundo o parlamentar, é necessário garantir mais tempo para a participação popular e assegurar um debate democrático e transparente em torno do futuro da empresa.  "Essas audiências estão sendo conduzidas de maneira apressada e antidemocrática, sem dar à população o tempo necessário para compreender e debater os impactos da privatização da Sabesp", defendeu.

A Sabesp atualmente atende 375 dos 645 municípios de São Paulo. O governo estadual divulgou o calendário das audiências públicas em 8 de fevereiro deste ano. Com apenas oito reuniões em sete cidades, o cronograma ignorou a participação das outras cidades atendidas pela empresa.

As audiências públicas tiveram início em 23 de fevereiro, em São Paulo, e já ocorreram em Santos (26/02) e São José dos Campos (27/02). As próximas estão marcadas para Registro (29/02), Franca (05/03), Presidente Prudente (07/03) e Lins (09/03).

“Com prazos apertados, critérios de participação restritos e uma sobrecarga de documentos para análise, as audiências públicas são estruturadas de forma a impedir uma discussão ampla e inclusiva”, argumenta Guilherme Cortez.  “Queremos diálogo aberto com os municípios afetados e para o risco de prejuízos à gestão dos recursos hídricos e do saneamento básico em São Paulo”.

Para o deputado, a privatização da Sabesp terá sérias consequências para a população. “É fundamental garantir que todos tenham voz nesse processo, visto que já é comprovado que a privatização pode resultar em aumento das tarifas e queda na qualidade dos serviços, prejudicando principalmente os mais pobres", alertou.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

8 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • LILS
    05/03/2024
    Bolsonaristas são dignos de pena... Um dia que a conta de agua vai ficar mais barata com a privatização, outro diz que ser ficar mais cara é culpa do governo federal...kkkkkkkkk
  • Freitas
    28/02/2024
    O rapazinho não quer que se cogite a possibilidade de levar serviços de água e esgoto a cerca de um milhão de pessoas em favelas e áreas rurais. Também não quer a possibilidade de termos tarifas mais baratas. Não quer perder um cabide de empregos para os parças.
  • Anonimous,
    28/02/2024
    Parece que têm um patriota educado, gentil, da família, kkk. Deve estar querendo comprar ações ou é só mais um gaga, Pra que a pressa calabreso? O deputado está fazendo o que tu propôs tu tem algum problema neurológico? Mais tempo pra população analisar, debater, assim parece que vcs querem \"passar a boiada \" muu
  • Um francano
    27/02/2024
    Vc está com sede?, vc pode lavar as ruas roupas?, a sua casa?, irrigar o seu jardim?, pois é a Sabesp que vende a água que vc faz tudo isso?. E se um cara rico comprar a Sabesp e dizer que, de agora pra frente tudo isso terá outro preço e que o que o capital que ele pagou na Sabesp tem que dar lucro de tantos por centos ao ano senão ele vai fechar a sua torneira??. Quanto vale um copo d\'água pra quem tá com sede?, um banho pra quem chega suado do trabalho no fim do dia?, lavar o rosto quando acordar de manhã?. É isso que essa privatização que cobrar de vc, não a água, mas a sua precisão de ter ÁGUA. OU VC PENSA QUE ÁGUA CAI DO CÉU???..
  • Adilson stwagwsky
    27/02/2024
    Se a conta de água ficar mais cara, não será devido a privatização e sim por causa da nova reforma tributária, nesse desgoverno federal o lema é: Pagar mais impostos e povo sem saneamento básico!!!
  • Marco Antônio
    27/02/2024
    É uma pena entregar a joia da coroa a preço de banana, dilapidando nosso patrimônio público. Porque vender uma empresa que entrega um excelente produto e serviço prestado a população? A quem interessa?
  • Helio P Vissotto
    27/02/2024
    Esse é o deputadinho que melhor representa o atraso do estado! Só sabe fazer projetos para obrigar ou proibir algo, quer tutelar o povo em todos os aspectos, subestimando a capacidade de cada um saber escolher o que quer. Obriga o estado dar água pros foliões. Quer proibir o povo de discutir sobre a privatização.... Vai te catar moleque!
  • José Roberto
    27/02/2024
    Parabéns ao povo do estado de São Paulo que votou em um carioca que nunca morou em SP nem sabe o nome da escola que foi votar. Agora a água vai ficar mais cara e com gosto de fezes igual a privatização da água do Rio de Janeiro. Isso porque a Sabesp dá lucro sendo uma empresa mista.