DESPEDIDA

'Tia Luiza' construiu império de mais de 1,3 mil lojas e 39 mil funcionários

Luiza Trajano Donato, fundadora do Magazine Luiza, morreu nesta segunda-feira, 12, em Franca.

12/02/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Reprodução

Primeira loja do Magazine Luiza, em Franca
Primeira loja do Magazine Luiza, em Franca

Da pequena loja Cristaleira a um império chamado Magazine Luiza. Em pouco mais de 65 anos de história, a semente plantada em Franca por Luiza Trajano Donato e seu marido Pelegrino José Donato, falecido em 2018, virou uma frondosa empresa que hoje está em 20 estados brasileiros, fisicamente, e é uma gigante no mundo sem fronteiras do e-commerce.

O Grupo Magazine Luiza conta, atualmente, com 1.303 lojas físicas espalhadas por 20 estados do país, 22 centros de distribuição e cerca de 39 mil funcionários. Na logística, três empresas - Malha Luiza, Logbee e GFL - possuem cerca de 13 mil motoristas, para garantir a entrega rápida.

O Magazine Luiza vai além do varejo tradicional e se fortalece no mercado digital. Para isso, se baseia em cinco pilares: introdução de novas categorias de produtos; desenvolvimento de um Superapp; implementação de entregas mais rápida; a oferta de serviços através do "Magalu ao seu Serviço" (ou Magalu as a Service); e a consolidação de sua Fintech.

O grupo ainda detém empresas como Netshoes, Zattini, Época Cosméticos, Estante Virtual, Kabum! e o Consórcio Magalu.

A velocidade é uma característica marcante do Magazine Luiza. Enquanto a empresa levou 43 anos para alcançar um faturamento de R$ 1 bilhão em suas lojas físicas, conseguiu atingir a mesma marca em apenas 10 anos com seu e-commerce.

Em um período de apenas dois anos, o Magazine Luiza expandiu sua operação de marketplace para incluir mais de 300 mil vendedores, indústrias e varejistas de diversos segmentos. Essa estratégia de crescimento exponencial visa multiplicar o tamanho e a abrangência da empresa, mantendo sua relevância na economia digital.

Em 2022, as vendas totais do Magazine Luiza, tanto online quanto offline, alcançaram a marca de R$ 60,2 bilhões de reais.

É este gigante que, nesta segunda-feira, 12, se despede de sua fundadora, a “Tia Luiza”. Ela, que dedicou toda sua vida à empresa, morreu de causas naturais em sua casa, na rua Monsenhor Rosa, ao lado da Loja 1 do Magazine Luiza, no Centro de Franca.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

3 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • JOIAS DAS ARÁBIAS
    14/02/2024
    É fato que para estar entre os mais ricos no Brasil, quase sempre o caminho se chama corrupção, sonegação, isenção fiscal, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Mas, há excessões e, creio que Luíza Trajano se mistura a história de outros grandes empreendedores, tais como o Francesco Matarazzo, Antônio Ermírio de Moraes, Miguel Sábio de Mello etc.
  • Paulo Roberto Pinto
    12/02/2024
    Sim uma mulher lutadora e consciente de seu tempo. Dava para perceber a sua dimensão moral.
  • zenilce
    12/02/2024
    meu sentimentos a todos os familiares da minha amiga Luiza Deus o conforta a todos