CASSADOS

Câmara de Ribeirão Corrente cassa mandato de dois vereadores

Parlamentares faziam oposição ao Executivo e perderam seus cargos sob alegação de faltar às sessões extraordinárias.

Por N. Fradique | 01/11/2023 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Reprodução

José Carlos e Nelson Moraes: cassados
José Carlos e Nelson Moraes: cassados

A Câmara Municipal de Ribeirão Corrente, a 30 km de Franca, cassou os mandatos dos vereadores Nelson de Aparecido de Moraes Filho (sem partido) e José Carlos Ferreira Moraes (PL), em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira, 1º.

Os dois parlamentares faziam oposição ao Poder Executivo e vinham denunciando algumas irregularidades na Prefeitura, segundo Nelson Moraes. Os dois perderam o cargo sob a alegação de faltar a sessões extraordinárias neste ano de 2023. Só neste ano foram realizadas 14 sessões extras.

A denúncia que deu origem à abertura de uma Comissão Processante em agosto foi feita pelo munícipe Silvio Augusto Quirino.

A Comissão se baseou no artigo 8, inciso III, do regimento Interno da Câmara, que diz: ‘deixar de comparecer, em cada sessão legislativa anual, à terça parte das sessões ordinárias, ou deixar de comparecer a cinco sessões extraordinárias, sem justificativas.

Os vereadores alegaram que não foram notificados das sessões e vinham sofrendo perseguição política por serem oposição ao Executivo.

A sessão de julgamento começou por volta das 8h10 indo até o início da noite desta quarta-feira. Foram convocados dois suplentes para substituir na votação os dois vereadores acusados. Dos 9 vereadores da Câmara de Ribeirão Corrente, apenas Carlos Adriano Miranda votou contra a cassação dos colegas, o que resultou no placar de 8 a 1 pela cassação.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Vergonha
    01/11/2023
    Ai uma pizza aí?