EDUCAÇÃO

Com ‘Busca Ativa’, escolas de Franca alcançam mais de 80% de frequência

A ação busca alunos com baixa frequência nas aulas e orienta as famílias sobre os prejuízos causados pela ausência.

Por Karla Rodrigues | 30/10/2023 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Divulgação

Secretaria de Educação visita casas de alunos com baixa frequência em Franca
Secretaria de Educação visita casas de alunos com baixa frequência em Franca

O projeto ‘Busca Ativa’, de Franca, contribui para alta frequência de alunos nas escolas da cidade. Segundo a Secretaria da Educação, a frequência ultrapassa 80% nas unidades escolares do município.

Criado para prevenir e diminuir a evasão escolar, em que estudantes abandonam os estudos, a ‘Busca Ativa’ vai atrás dos alunos com frequência irregular. A medida tem um papel conjunto das equipes escolares. A professora nota a ausência dos alunos, comunica o orientador, que procura a família do estudante.

“Caso não consiga localizar a família, a Secretaria de Educação é contatada e é disponibilizado um carro oficial para visitas domiciliares, que são monitoradas por documentação”, disse a secretária da educação, Márcia Gatti.

As visitas são realizadas com a finalidade de compreender o contexto social em que a criança está inserida, além de orientar as famílias sobre o direito dela de estudar e dos prejuízos causados pela ausência.

Após a visita domiciliar, é realizado acompanhamento do caso, com ações juntamente a outras secretarias (Saúde e Ação Social) e órgãos (Conselho Tutelar e Escuta Especializada), quando necessário.

A ação foi parabenizada por meio de ofício do ministro da Educação, Camilo Santana, pelo índice da frequência nas escolas de Franca. Quando iniciou, em 2021, foram 231 buscas ativas; em 2021, 313; e agora diminuiu para 190 visitas.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Dirceu
    31/10/2023
    A busca ativa foi uma ótima iniciativa. Pena que as pessoas, principalmente de baixa renda, não dá valor nos estudos... Não fazem ideia de que se não estudar, o futuro vai ser mais ruim que o presente. Muitos jovens, preferem o mundo do tráfico que estudar... Muitas famílias só mantem os filhos na escola pra receber bolsa família, infelizmente.