Aliados é campeã do Carnaval de Franca

Uma vitória para lavar a alma. Essa foi a sensação dos componentes da escola Aliados da Santa Cruz, campeã do Carnaval 2006, em Franca.

02/03/2006 | Tempo de leitura: 2 min

Ritmistas da Aliados contagiaram o público na noite de domingo: garra, dedicação pessoal e união de forças dos componentes garantiram a vitória
Ritmistas da Aliados contagiaram o público na noite de domingo: garra, dedicação pessoal e união de forças dos componentes garantiram a vitória
Arnon Gomes da Redação Uma vitória para lavar a alma. Essa foi a sensação dos componentes da escola Aliados da Santa Cruz, campeã do Carnaval 2006, em Franca. Vencedora em 2003, a escola só deixou de levar o bi no ano seguinte devido à perda de 10 pontos, por vir com um integrante a menos na comissão de frente. Triste (alegre) destino. Foi justamente esse fato que agora beneficiou a escola. A Embaixadores da Estação, segunda colocada, só não levou o “caneco” por ter entrado na avenida com número inferior a 200 integrantes, mínimo exigido pelo regulamento. Foi assim que a Aliados tirou da garganta o tão sonhado grito de “é campeã!”, preso por dois anos. Confiante na vitória neste ano, a torcida da verde e rosa francana compareceu em peso ontem no Ginásio Demétrio Soares para a apuração. Ao final da leitura das notas, a explosão de alegria: invasão na quadra, sob fogos de artifício. Para o presidente José Paulo de Melo, o sétimo título conquistado pela agremiação em seus 30 anos de existência se deve a três fatores. O primeiro foi a garra dos componentes, que se esforçaram para levar o carro abre-alas à passarela do samba, após o mesmo ter quebrado na concentração. O segundo é atribuído a um sambista que, na Aliados, desfila desde 1976: o mestre-sala Edi Campos, 54. Após torcer o joelho na concentração, enquanto dava seus primeiros passos, continuou a apresentação, arrancando aplausos da platéia. E o terceiro foi a força de vontade dos componentes, que se uniram em apressar os trabalhos no barracão a poucos dias do Carnaval. “Nossa escola foi a que mais empolgou na noite de domingo, esperávamos um resultado positivo, mas só deixamos para comemorar depois da certeza da conquista”, disse o presidente. “A vitória foi conseqüência de um trabalho em equipe”. Apesar de receber sua nota mais baixa em três décadas como mestre-sala, Edi Campos ficou emocionado com a vitória. “Foi difícil atravessar a avenida, mas a garra da nossa escola falou mais alto”, disse o sambista, que participou de todos os desfiles em que a Aliados se sagrou vencedora.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.