COVID-19

Covid-19: Campinas registra 3,3 mortes por semana em 2024

Em contrapartida, o número de casos pela doença cai semana após semana. À Sampi Campinas, Secretaria de Saúde explicou a diferença.

Por Higor Goulart | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Especial para a Sampi Campinas

Divulgação/Agência Brasil

Em 2024, Campinas registrou 63 mortes pela covid-19
Em 2024, Campinas registrou 63 mortes pela covid-19

A covid-19 está longe de registrar os números do auge da pandemia. No entanto, ainda é uma preocupação em Campinas. De acordo com o Painel Interativo de Síndromes Respiratórias, da Secretaria Municipal de Saúde, 63 mortes pela doença foram registradas em 2024, sendo uma média de 3,3 óbitos por semana.

Chama a atenção que, desde a segunda quinzena de fevereiro, Campinas registrou ao menos quatro mortes pelo vírus por semana. Entre 17 e 24 de março, foram nove vítimas fatais.

Confira o número de mortes por semana:


O número de casos, em contrapartida, registra queda semana após semana. Na última semana de fevereiro, por exemplo, foram 1,2 mil confirmações. Desde então, o número vem em queda, com apenas cinco registros na última semana de maio.

Confira o número de casos por semana:

De acordo com a Secretaria de Saúde, a sequência de mortes, mesmo com a queda nos casos, se explica pelo tempo de hospitalização. “Os óbitos por covid-19 são (contabilizados) por data de ocorrência, o que significa que a pessoa poderia estar internada e morreu após semanas de hospitalização. Já os casos são (contabilizados) por data de início dos sintomas”, esclareceu a pasta, em nota.

Além das mortes, uma preocupação em Campinas é a ausência de imunizantes contra a covid-19. Há algumas semanas, o município esgotou o estoque de doses da vacina bivalente e, até o momento, não recebeu uma reposição.

A expectativa é de que novas doses sejam enviadas em breve, tanto da bivalente, quanto da vacina contra a nova variante. Assim, de acordo com a médica infectologista Valéria de Almeida, do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), a queda nos casos deve continuar nos próximos meses.

"Considerando-se que o município receberá vacina, um aumento de casos mostra-se como um fato de baixa probabilidade futuramente, não causando preocupação”, afirmou a médica.

“Cumpre ressaltar que a infecção por covid-19 não irá desaparecer e continuarão havendo casos no futuro. Por isso, é importante as pessoas manterem as vacinas atualizadas, em especial as pessoas que têm maior risco de desenvolver formas graves da doença", completou.

Enquanto aguarda as doses, Campinas segue com a imunização de crianças, já que as vacinas pediátrica, para a faixa de 5 a 11 anos, e a baby, para 6 meses e 4 anos, estão disponíveis em todos os centros de saúde do município.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.