OPINIÃO

Jesus Cristo, nosso guia e modelo

14/01/2024 | Tempo de leitura: 3 min

Em vinte e cinco de dezembro comemora-se o dia do nascimento de Jesus Cristo, que é o Governador Espiritual do Planeta Terra. Segundo Emmanuel: "Jesus faz parte de uma comunidade de espíritos puros e eleitos por Deus que dirige a vida de todas as coletividades dos planetas habitados do sistema solar. Através desta autoridade é que Ele organiza nossas encarnações na Terra. Por isso disse que veio aqui para reafirmar o que já havia sido dito". Em sua passagem pela Terra, Ele afirma que não veio destruir a Lei (a Divina); veio cumpri-la, isto é, desenvolvê-la, dar-lhe o verdadeiro sentido e adaptá-la ao grau de adiantamento dos homens. Desde esta época, a Humanidade tem condições de receber ensinamentos superiores, conforme Emmanuel explica: "Começava a era definitiva da maioridade espiritual da Humanidade terrestre, de vez que Jesus, com a sua exemplificação divina, entregaria o código da fraternidade e do amor a todos os corações".

O ser mais puro e evoluído que já encarnou na Terra não era um líder religioso falando para fiéis, mas um mestre aplicando a pedagogia do exemplo e da reflexão. Ele tem o propósito de conduzir a humanidade terrestre ao bem, disponibilizando condições para que o ser humano evolua no sentido moral, intelectual e espiritual. Veio nos ensinar o significado profundo do amor, mas não foi apenas um teórico, viveu o amor na sua plenitude, mostrando o que devemos fazer ao próximo e, ao executarmos, realizar como se estivéssemos fazendo a nós. Segundo Chico Xavier: "O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros".

Mestre e guia a ser seguido, educador de almas, cooperador da harmonia universal, sempre oferecendo subsídios para a nossa transformação interior rumo à felicidade plena. Exemplificando sempre que cada um é responsável por suas atitudes, atos e pensamentos, esperando que sejamos emissários do bem e da paz. A questão 625 de O Livro dos Espíritos nos elucida: "Qual o tipo mais perfeito que Deus já ofereceu ao homem para lhe servir de guia e modelo? Resposta: Jesus. Para o homem, Jesus representa o tipo da perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo, e a doutrina que ensinou é a mais pura expressão de su<ctk:20>a lei, porque, sendo Jesus o ser mais puro que já apareceu na Terra, o Espírito Divino o animava". Em qualquer dúvida que tenhamos em nossas vidas, devemos pensar assim: O que Jesus faria? Dessa forma, saberemos o<ctk:10> caminho correto.

Chico Xavier disse: "Creio que a importância do Evangelho de Jesus em nossa evolução espiritual é semelhante à importância do Sol na sustentação da nossa vida física. A Terra sem Jesus seria como um planeta sem luz". Na simplicidade de uma manjedoura nasce o maior homem que já esteve entre nós... sua maior riqueza é o amor! Que a humanidade de Jesus Cristo nos envolva hoje e sempre!

Eduardo Battel é médico urologista, expositor Espírita e Coordenador da Liga de Medicina e Espiritualidade da FMJ (ebattel@hotmail.com)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do SAMPI

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.