ELEIÇÕES 2024

Henrique do Paraíso lidera em Sumaré, diz Todo Dia Campinas/Ágili

Por Flávio Paradella | Especial para o Todo Dia Campinas
| Tempo de leitura: 4 min
Reprodução
Se houver um segundo turno, será uma situação inédita na cidade
Se houver um segundo turno, será uma situação inédita na cidade

O atual vice-prefeito, Henrique do Paraíso (Republicanos), lidera a Pesquisa Todo Dia Campinas/Sampi/Ágili de intenção de votos para a prefeitura de Sumaré, com 24,5%, e venceria um eventual segundo turno contra William Souza (PT) ou Éder Dalben (Cidadania).

Se houver um segundo turno, será uma situação inédita na cidade. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), o município ultrapassou a marca de 200 mil eleitores, condição prevista na Constituição Federal para o novo pleito desde que nenhum candidato ou candidata à prefeitura alcance a maioria absoluta dos votos.

O levantamento mostrou Henrique do Paraíso em primeiro lugar entre os 600 entrevistados pelo instituto. Na sequência, a pesquisa, que tem 4% de margem de erro para mais ou para menos, mostra uma disputa embolada com quatro pré-candidatos empatados tecnicamente. William Souza tem 12,9%, e Éder Dalben, 12,7%; a seguir, Wellington da Farmácia (MDB), 7,5%; Toninho Mineiro (Mobiliza), 7,2%; Guilheme Dall’Orto (Podemos) tem 3,8%; Ana Cleia Meneguetti (Rede), 2%; e Silvio Coltro (PRTB), 1,3%, na pesquisa estimulada. 19,2% dos entrevistados afirmam que não votariam em “nenhum” dos candidatos. Não sabem ou não souberam responder 8,8%.


 
A pesquisa mostrou o cenário de votos válidos que aponta um segundo turno, mas sem a definição de quem enfrentaria Henrique do Paraíso. De acordo com opinião dos eleitores, Henrique chega a 34,1%; William, 17,9%; Dalben, 17,6%; Wellington da Farmácia, 10,4%; Toninho Mineiro, 10%; Dall’Orto, 5,3%; Ana Cleia, 2.8%; e Coltro, 1,9%.

Segundo Turno

O instituto fez a simulação de segundo turno com três possíveis cenários e o atual vice-prefeito Henrique do Paraíso venceria seus adversários.

Primeiro o levantamento questionou o confronto entre Eder Dalben e William Souza, e os número mostraram vantagem para Dalben em um eventual segundo turno. Éder venceria com 37,2%, contra 27,4% do petista. Nenhum foi a resposta de 28%; e não souberam ou não responderam, 7,3%.

Um segundo turno entre Henrique do Paraíso e William Souza terminaria com a vitória do vice-prefeito. De acordo com cenário simulado, Henrique tem 42,8%; William, 25,8%; nenhum, 22,7%; e não souberam ou não responderam somaram 8,7%.

No cenário contra Éder Dalben, Henrique tem uma intenção um pouco menor. O ex-deputado federal atinge 41,2%, e Dalben, 27,3%; nenhum foi a resposta de 24,3%; e não souberam ou não responderam, 7,2%.

William lidera rejeição

O pré-candidato do PT, William Souza, é o nome mais rejeitado entres os entrevistados, com 23,7% que afirmam que não votariam no petista de jeito nenhum. A lista de rejeição tem Éder Dalben em segundo, com 14%; na sequência, Wellington da Farmácia, 9,2%; Henrique do Paraíso, com 7,5%; Toninho Mineiro, 3,3%; Ana Cleia Meneguetti, com 3,2%; Silvio Coltro, 1,3%; e Guilherme Dall’Orto fecha o ranking, com 1,2%. 16,7% dos entrevistados afirmam que não votariam em “nenhum” dos candidatos. Não sabem ou não souberam responder foram 20%. Neste caso, os eleitores questionados puderam apontar mais de um nome.

Saúde é o principal desafio; educação na sequência

O levantamento mostrou que 49,5% dos que responderam consideram a Saúde o segmento mais importante e aquele que a administração municipal deveria priorizar seus esforços para melhorar a qualidade de vida da população. Na sequência, o eleitor de Sumaré aponta a Educação, com 16,2%. Segurança é a terceira principal preocupação com 8,5%. O abastecimento de água também requer atenção do próximo governante com a indicação de 5% dos entrevistados.

Governo Luiz Dalben

A Pesquisa Todo Dia Campinas/Sampi/Ágili também quis saber a avaliação do eleitor sobre atual administração do prefeito Luiz Dalben (Cidadania). A gestão foi classificada como ‘regular’ por 42% dos entrevistados. A gestão considerada ‘boa’ por 23% e ‘ótima’ por 4,7%; ruim, 10,3%; e Péssima, 18%. Não souberam ou não quiseram responder somaram 2%.

A pesquisa também questionou aos entrevistados se "aprovam ou reprovam a Administração Municipal de Sumaré". O levantamento mostrou um empate técnico com 46,2% que responderam que aprovam a gestão, enquanto 45,7% reprovam. Não souberam ou não responderam somaram 8,2%.

Pesquisa

Foram entrevistados 600 eleitores moradores de Sumaré, maiores de 16 anos, entre os dias 3 e 7 de julho. Foi utilizada a aplicação de questionário estruturado, com entrevistas por telefone, junto a uma amostra representativa do eleitorado em estudo. A margem de erro é de 4%, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. Custeada pelo Todo Dia (Rede Cidade de Americana) com recursos próprios, a pesquisa está registrada no TSE com o número SP-09779/2024.

Comentários

Comentários