CRIME AMBIENTAL

Polícia encontra 'fábrica de balões' e aplica multa de R$ 30 mil

Por Andréia Marques | Especial para a Sampi
| Tempo de leitura: 1 min
Divulgação
'Fábrica' de balões funcionava no bairro Vila Maria Eugênia
'Fábrica' de balões funcionava no bairro Vila Maria Eugênia

Um homem foi multado em R$ 30 mil acusado de fabricar balões, nesta terça-feira, em Campinas. A Polícia Ambiental apreendeu também materiais usados para a fabricação ilegal de balão.

Clique aqui para fazer parte da comunidade do Portal Sampi Campinas no WhatsApp e receber notícias em primeira mão.

A polícia recebeu uma denúncia anônima durante a “Operação Impacto-Operação Feriado”. Quando os policiais chegaram à casa do suspeito no bairro Vila Maria Eugênia, região do Campos Elíseos, o morador negou a fabricação de balões, mas ficou bastante nervoso, o que gerou desconfiança da PM.

Durante a averiguação, a polícia encontrou nos fundos da casa um balão de seda de 5 metros, uma bandeira de 20 metros também de seda e boca e aranha (churrasqueira).

Ao ser questionado, o morador disse que havia resgatado o balão dias após, mas que não realiza mais soltura, tampouco fabricação.

Ele foi levado para a 2ª Delegacia Seccional e os materiais foram apreendidos. Ele foi multado em R$ 30 mil.

Fabricar balões é crime

Fabricar, vender, transportar e soltar balões é crime previsto no artigo 42 da Lei nº 9.605/98, dos crimes contra a flora. Segundo o texto “fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano”

Comentários

Comentários