POLÍTICA

Flávio Paradella: Semana fria, política quente

Câmara vota relatório de comissão processante, cidade terá evento bolsonarista em prol do Rio Grande do Sul e Trem Intercidades pode, enfim, ter ordem de serviço assinada.

Por Flávio Paradella | 25/05/2024 | Tempo de leitura: 3 min
Especial para a Sampi Campinas

Divulgação

A temperatura desta próxima semana promete ser mais fria na meteorologia, mas na política vai ser bem mais quente. Vamos começar pela situação mais morna que é a Comissão Processante contra a vereadora Paolla Miguel (PT) por causa dos episódios impróprios para menores na Festa da Bicuda. Aprovado pela ampla maioria enfurecida naquela ocasião, o procedimento deve seguir para o arquivo da Câmara de Campinas com a votação do pedido para engavetar que será feita nesta segunda-feira.

Os ânimos estão mais serenos no legislativo com o passar do tempo e é esperada uma sessão longa nesta segunda, mais pela leitura do relatório do que pela votação. Muitos vereadores que lá atrás aprovaram a CP, agora acreditam que a punição é severa demais (cassação) para a suposta transgressão. Porém, é bom acompanhar para saber qual será a atitude dos parlamentares, se irão votar pelo arquivamento ou se simplesmente vão se ausentar.

Na sequência da semana, teremos o evento de Jair Bolsonaro (PL) em Campinas. O ex-presidente convocou os apoiadores para uma mobilização para arrecadar doações para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Para uma parte: oportunismo. Para outra: solidariedade.

De qualquer maneira, o movimento vai acontecer e deverá contar com uma grande presença de público no Ginásio do Guarani, que foi cedido pela diretoria bugrina com uma vontade tão grande que surpreendeu, inclusive, a prefeitura que procurava um espaço para receber o evento.

Fica a expectativa para a presença do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) que, por enquanto, não confirmou se estará na mobilização com o padrinho político. Existe a possibilidade de uma agenda bem conveniente de Tarcísio em Campinas para a assinatura da ordem de serviço do Trem Intercidades Campinas-São Paulo.

A semana promete muita movimentação política em Campinas.

A reviravolta do revés

E na “guerra” entre as pré-campanhas, mudou tudo de novo. Agora o núcleo eleitoral de Dário Saadi divulgou que o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, confirmou, em duas novas decisões proferidas na quinta-feira, 23 de maio, que duas postagens feitas pelo deputado estadual Rafa Zimbaldi, pré-candidato pelo Cidadania, são ilegais e devem continuar excluídas da conta do Instagram do deputado.

As decisões analisaram o mérito das postagens - no último dia 13 de maio, a Justiça já havia determinado a exclusão dos conteúdos atendendo pedido de liminar do prefeito Dário Saadi, que é pré-candidato à reeleição.

Um dos posts é um vídeo feito por Zimbaldi em que ele mostra o resultado de uma pesquisa eleitoral realizada pela RealTime Big Data/Record TV dizendo que há "empate técnico" entre ele e Dário. Em outra postagem, Zimbaldi faz ataques ao prefeito pela realização da ‘Festa da Bicuda’.

Pra cima de quem?

Já o pré-candidato do PT, Pedro Tourinho, anuncia uma série de ‘Plenárias Territoriais’ de 28 de maio a 4 de junho, em sindicatos e entidades. Continua com um trabalho interno e a impressão que dá é que precisa convencer o próprio eleitor de que é candidato. Inclusive a expressão ‘Plenária’ tem praticamente a exclusividade de uso na política de setores (antigos) da esquerda.

Ainda na expectativa de quando Tourinho vai expandir as ações e sair da zona de conforto.

-

Flávio Paradella é jornalista, radialista e podcaster. Sua coluna é publicada na Sampi Campinas aos sábados pela manhã, com atualizações às terças e quintas-feiras. E-mail para contato com o colunista: paradella@sampi.net.br

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.