ANJOS DA GUARDA

Bebê engasgada é salva por equipe da PM em Bauru

Policiais conseguiram desobstruir as vias áreas de uma recém-nascida de 20 dias antes de ela dar entrada no PSC

Por Lilian Grasiela | 10/06/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Polícia Militar/Divulgação

Policiais que atuaram no atendimento ao lado da mãe Amanda e da pequena Manoella
Policiais que atuaram no atendimento ao lado da mãe Amanda e da pequena Manoella

Após o pedido desesperado de uma mãe, que carregava nos braços a filha desfalecida, de apenas 20 dias de vida, policiais militares da Quarta Companhia do 4º Batalhão de Caçadores (4.º BPM/I) iniciaram manobras de desengasgamento e conseguiram desobstruir as vias aéreas da pequena, fazendo com que ela voltasse a respirar. O fato ocorreu na última quarta-feira (5), em Bauru, e foi divulgado pela corporação nesta segunda (10).

De acordo com a Polícia Militar (PM), a mãe da bebê Manoella Aguiar de Oliveira, Amanda, pediu socorro a uma viatura em patrulhamento na avenida Rodrigues Alves, nas imediações do Cemitério da Saudade, com a filha nos braços, informando que ela havia se engasgado com leite materno.

"Os policiais iniciaram a manobra de desengasgamento, mas sem retorno, e decidiram então transportá-la imediatamente ao Pronto Socorro Central (PSC)", revela a PM em nota. "Durante o trajeto, outras viaturas apoiaram, efetuando bloqueios na vias e garantindo a segurança no trânsito".

Já próximo à unidade de saúde, os cabos Marcos e Lucas conseguiram desobstruir as vias áreas da bebê, que voltou a respirar. A pequena passou por atendimento de emergência e, segundo a corporação, foi transferida para um hospital particular a pedido da mãe, de onde já teve alta.

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Jurandir José
    10/06/2024
    Esse fato deveria ser noticiado em todos os meios de comunicação, que preferem anunciar mortes, desastres, tragédias. Deus abençoe, grandemente, esses policiais. Com certeza, também são pais.