ECONOMIA

Redução da taxa Selic: divisão do Copom preocupa

Por Reinaldo Cafeo | 11/05/2024 | Tempo de leitura: 4 min

Como a maioria dos operadores do mercado financeiro esperavam o Banco Central (Bacen) brasileiro reduziu em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros, a taxa Selic. A taxa agora é de 10,50% ao ano. O fato que chamou a atenção foi o placar da decisão: teve que ter o voto de desempate do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. A composição do COPOM (Comitê de Política Monetária) é de oito diretores mais o presidente do Bacen. O Bacen é independente e seus membros têm mandatos em períodos diferentes do presidente da República. Atualmente quatro diretores foram indicados ainda no governo Bolsonaro, que votaram pela redução de 0,25 ponto percentual e outros quatro pelo governo atual, que votaram pela redução de 0,50 ponto percentual. O desempate veio com o voto do Campos Neto. Preocupante.

Por que preocupa?

Considerando as pressões inflacionárias, o diferencial de juros com os Estados Unidos, a falta de compromisso fiscal do atual governo, tecnicamente não seria o momento de reduzir a taxa em 0,50 ponto percentual. Assim, a leitura é que o Bacen pode estar sofrendo interferência política do atual governo. Como o ano que vem toda a diretoria e o presidente do Bacen serão indicados pelo governo Lula, os agentes econômicos receiam que as questões técnicas sejam abandonadas e o país perca as bases do controle inflacionário. Esperamos que não, mas há risco no ar. O tempo dirá.

Prejuízos à agricultura pelas chuvas do Rio Grande do Sul

Os prejuízos à agricultura provocados pelas chuvas no Rio Grande do Sul alcançam pelo menos R$ 594,6 milhões, segundo dados parciais compilados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). As perdas certamente são maiores, uma vez que muitas cidades enfrentam dificuldades para inserir informações no sistema acessado pela entidade. Na pecuária, os prejuízos registrados chegam a R$ 147,7 milhões. No total, a conta da tragédia, já chega a R$ 6,3 bilhões. Segundo o CMN, 417 municípios gaúchos foram afetados pelas chuvas, e 336 estão em estado de calamidade pública reconhecido pelos governos estadual e federal. No agro, as chuvas estão prejudicando sobretudo as colheitas de grãos como soja e arroz e a produção de carnes e leite. A indústria de aves e suínos trabalha com a possibilidade de desabastecimento no Rio Grande do Sul nas próximas semanas, ao passo que os produtores de arroz afirmam que, apesar da quebra de safra prevista, não faltará produto para a população.

Seu voo foi cancelado? Dicas de como lidar esta situação

Quando o voo é cancelado, existem algumas ações que você pode tomar para lidar com a situação. Aqui estão algumas orientações sobre o que fazer: 1. Guarde seus documentos: Mantenha todos os cartões de embarque (tanto do voo cancelado quanto, se houver, do novo voo para o qual você foi realocado), o e-mail de confirmação da compra da passagem e, se necessário, recibos de gastos extras relacionados ao cancelamento. 2. Questione os motivos: Pergunte à companhia aérea os motivos específicos para o cancelamento do voo. Isso pode ajudar a entender melhor a situação e seus direitos. 3. Solicite uma declaração de cancelamento: Peça à companhia aérea uma declaração por escrito confirmando o cancelamento do voo. Isso pode ser útil para comprovar sua situação posteriormente.

Outras providências

4. Faça registros no aeroporto: Tire fotos do painel de embarque do aeroporto e mantenha registros de qualquer comunicação com a companhia aérea. 5. Solicite uma alternativa de voo: Você tem direito a receber assistência material e pode escolher entre remarcar o voo, solicitar reembolso da passagem ou optar por outra opção de voo. 6. Anote o horário de chegada em seu destino final: Isso é importante caso você precise comprovar atrasos significativos. 7. Guarde recibos de gastos extras: Se você precisar gastar dinheiro extra devido ao cancelamento (como hospedagem ou alimentação), mantenha os recibos para solicitar reembolso ou indenização.

Alerta final

Evite assinar documentos e aceitar ofertas sem entender completamente: Às vezes, as companhias aéreas podem oferecer acordos ou compensações. Certifique-se de entender completamente antes de concordar com qualquer coisa. Lembre-se de que seus direitos variam de acordo com as regulamentações e circunstâncias específicas. Se você tiver dúvidas ou precisar de assistência adicional, considere buscar ajuda legal ou consultar uma empresa especializada em direitos do consumidor em casos de voo cancelado.

Mude já, mude para melhor!

Mãe raiz do amor! A base na formação dos filhos, exercida até mesmo por quem não concebeu, garante cidadãos do bem. As mães, em todas as suas formas, comemorem, comemorem muito. Mude já, mude para melhor!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do SAMPI

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.