BAURU

Moradores do Gasparini protestam contra marginais da Rondon e reunião é marcada

Nova configuração viária chega a aumentar trajeto em 3 quilômetros, reclamam

Por Tisa Moraes | 02/12/2023 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Divulgação

Vereadores Marcelo Afonso, Lokadora e Júlio César, junto com Kitazume, diretor de Trânsito da Emdurb, e reclamantes
Vereadores Marcelo Afonso, Lokadora e Júlio César, junto com Kitazume, diretor de Trânsito da Emdurb, e reclamantes

Moradores do Núcleo Gasparini protestaram, na manhã desta sexta-feira (1), em Bauru, contra a nova configuração viária para entrada e saída do bairro, após a implantação das marginais da rodovia Marechal Rondon. Por conta do ato, a prefeita Suéllen Rosim se comprometeu a participar de uma reunião com o grupo, vereadores, Emdurb e a concessionária ViaRondon, na quarta-feira (6), a partir das 10h.

A manifestação foi realizada na rua dos Serventes, que era de mão dupla, mas deu lugar à marginal no sentido Capital-Interior. Devido à alteração, conforme relatam os moradores, agora, para sair do Gasparini em direção à rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), a Bauru-Marília, ou ao sentido oposto da Rondon (Interior Capital), é preciso percorrer um trajeto de 2,7 quilômetros, até a altura do Bauru Business Park (área da antiga Cesp), onde há um retorno.

"Além disso, quem sai da Rondon para entrar na marginal, agora, precisa dar preferência a quem já está na marginal, que é mais alta, ficando difícil a visualização dos carros, o que pode gerar acidentes", lamenta a moradora Natália Juliane Galvão de Oliveira, 40 anos.

No local, estiveram os vereadores Júlio César (PP), Júnior Lokadora (PP) e Marcelo Afonso (PRD), bem como o diretor de Trânsito e Transporte da Emdurb, Flávio Kitazume, que receberam as queixas dos manifestantes. Segundo Júlio César, eles lamentaram a ausência de diálogo com a comunidade antes da execução das obras.

"Os moradores não tomaram conhecimento do projeto, dos impactos. Agora, precisam lidar com as consequências, com ônibus atrasando por precisarem fazer um trajeto maior. Da mesma forma, Samu e Polícia Militar também vão demorar mais tempo para chegar ao bairro. Foi uma obra pensada em mobilidade urbana, mas que esqueceu da população", lamenta.

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

6 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Marco
    06/12/2023
    Para ir ficou bom , mas pra voltar péssimo moro perto posto comandante
  • Ricardo Leonel de Aguiar
    03/12/2023
    O mesmo ocorreu no novo viaduto da cruzeiro do sul com a Rondon dificultado o trajeto de quem reside próximo a rondon a transpor a rodovia em direção ao centro da cidade, enfim depois de 3 meses de muita inflacoes8 dia motoristas e matérias em jornais e principais TVs , enfim o problema foi sanado (em partes).
  • Tatiane
    03/12/2023
    Esse projeto era pra ser concluído em 2018 e desapropriar as residências da rua do servente. Mas infelizmente não ocorreu isso já temos transtorno com o barulho da rodovia agora a rua do servente está com um problema pior causando transtornos para os moradores dessa rua. Queremos resolução desse problema que está causando transtornos
  • Roberto
    02/12/2023
    Esse pessoal está angariando votos. Porquê não tentaram resolver isso antes? O povo tem que ter atenção nisso e votar pra mudar.
  • Osmar Eduardo melo
    02/12/2023
    O sentido único nas duas marginais,prejudica a mobilidade dos moradores da região,e com entrada com preferencial onde não se tem visibilidade nenhuma para se dar preferência,com risco de acidentes graves. E em contra partida no que se justifica o sentido único nas marginais,que aumenta consideravelmente o percurso para sai do gasparine,sem contar que temos que assesar a rodovia para retornar do mesmo ponto que saímos. Sou moradores do gasparine vanoire indignado , mas ano que vem tá aí vamos lembrar dessas dificuldades impostas,da Fanta de energia etc. Nas próximas eleições.
  • Hugo
    02/12/2023
    Como sempre, fazem projetos e não envolvem o povo! Aí só depois, que vem as reclamações e torna a fazer gambiarra pra resolver o problema!