OPINIÃO

Diálogos, parcerias e investimentos que geram resultados para a população

Nos meus 100 primeiros dias de mandato, tive a chance de ser ouvido por secretários de todas as áreas, no Palácio dos Bandeirantes. Leia mais no artigo do deputado Rafa Zimbaldi

Por Rafa Zimbaldi | 18/08/2023 | Tempo de leitura: 5 min
Especial para a Sampi

Reprodução

Quando o poder público e a iniciativa privada se unem, em nome de um objetivo claro e bem definido, as mudanças acontecem e o Estado, os municípios se beneficiam de políticas públicas que mexem com a dignidade e o bem estar das pessoas, gerando empregos, ampliando investimentos em todas as áreas e promovendo desenvolvimento econômico. É o que estamos vivendo hoje em São Paulo.

Vejam a habitação. Participei, recentemente, no Palácio dos Bandeirantes, do anúncio de 20 mil novas moradias populares, do programa Casa Paulista, que beneficiarão 67 municípios do nosso Estado. Na oportunidade, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) anunciou que o governo vai investir nessas obras R$ 260 milhões em recursos próprios.

Em pouco mais de 7 meses, o governador Tarcísio tem feito uma gestão pública à altura da importância e do tamanho do Estado de São Paulo. Com capacidade de diálogo, muito planejamento e investimentos próprios, o governo tem construído sólidas parcerias junto ao setor privado, criando perspectivas reais de mais desenvolvimento para o nosso Estado.

Na habitação, parcerias público privadas dão mais corpo e alcance ao Programa Casa Paulista, permitindo que famílias com renda de até R$ 2.400,00 possam financiar, pela Caixa Econômica Federal, os seus imóveis, o que garante 3,6 bilhões em investimentos da iniciativa privada, gerando 66 mil novos empregos diretos, indiretos ou induzidos, nessas 20 mil novas unidades que já estão sendo erguidas.

Mas o governo Tarcísio também tem dialogado com todos nós deputados reeleitos ou eleitos para lutar pelos nossos municípios e por quem vive neles. Nos meus 100 primeiros dias de mandato, tive a chance de ser ouvido pessoalmente por secretários de todas as áreas, no Palácio dos Bandeirantes, o que nos permitiu avançar em lutas essenciais para a população.

Graças ao diálogo e aos objetivos comuns de gerar resultados positivos e transformação na vida das pessoas, nesses 100 primeiros dias de mandato eu consegui tratar e viabilizar resoluções de temas importantes nas áreas de habitação, saúde, educação e segurança.

Recentemente, estive na Secretaria de Habitação onde pude buscar soluções para questões relacionadas à regularização fundiária e moradias dignas para campineiros que hoje vivem os dramas e riscos das moradias irregulares em localidades como o Barro Vermelho.

Como membro da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), tratei de temas como a criação de políticas públicas que inibam, por exemplo, a violência contra a mulher, sempre com diálogo aberto junto à Secretaria de Segurança, propondo soluções e apoiando ideias como as tornozeleiras eletrônicas para garantir que agressores sob custódia não se aproximem das mulheres, ajudando assim a combater o feminicídio em nosso Estado.

Também como membro da Comissão de Segurança Pública da Alesp, solicitei o levantamento das ocorrências registradas em 2022 e no primeiro trimestre deste ano contra as pessoas da terceira idade, propondo e cobrando soluções mais efetivas de segurança para esse público. Só nos primeiros três meses de 2023, as violações contra idosos alcançaram 202,3 mil registros em todo o País. Precisamos combater esse absurdo.

Outro passo importante de atenção e cuidado com a população, além de apoio ao Estado nas políticas públicas de segurança, é a Lei do Botão do Pânico que é de autoria do nosso mandato, já nesses primeiros 100 dias, e que visa garantir mais segurança contra ataques, ajudando a proteger estudantes, funcionários e professores, nas escolas públicas e privadas.

Atento à epidemia do crack que cresce vertiginosamente não só na capital, mas em muitas das nossas cidades, nesses 100 primeiros dias, eu passei a integrar a CPI da Epidemia do Crack na Alesp, que visa apoiar o Estado nessa luta contra o vício que tem destruído tantas pessoas e suas famílias.

Recentemente, convidamos oprofessor do Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Frederico Duarte Garcia, responsável pelas pesquisas da vacina do crack para falar na Alesp sobre o tema. Ele nos atualizou sobre os avanços desse medicamento que com certeza irá fazer toda a diferença nessa luta.

Na Secretaria de Saúde, tive todo apoio, quando convoquei representantes da Unimed para darem explicações na Alesp sobre os motivos que levaram as operadoras de saúde, ligadas à empresa, a cancelarem os convênios médicos de pessoas com espectro autista. Esses representantes foram ouvidos e se comprometeram a rever essa infeliz decisão da Unimed.

Nesses 100 dias, também conversei com o governador e com o secretário de saúde sobre a nossa Lei Saúde Nota 10, que já foi aprovada na Alespe que vai garantir 10 milhões de reais em recursos para hospitais filantrópicos e Santas Casas, essas instituições tão importantes para muitos dos nossos municípios e que tenho apoiado desde o meu primeiro mandato, lutando por recursos junto ao Estado.

São apenas 7 meses de um novo governo. São apenas 100 dias de um novo mandato como deputado estadual reeleito. Ainda temos muitos desafios pela frente, muitos problemas a serem solucionados e muitas demandas por melhorias em todas as áreas. Que o diálogo, as parcerias e os investimentos continuem dando o ritmo de trabalho e os resultados que o Estado de São Paulo e todas as nossas cidades precisam e desejam.


Rafa Zimbaldi (Cidadania) é deputado estadual pelo segundo mandato. É presidente da Frente Parlamentar de Combate e Enfrentamento às Drogas. Também é membro efetivo da CPI da Epidemia do Crack e da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Foi vereador por quatro mandatos em Campinas e presidente da Câmara Municipal por duas vezes.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do SAMPI

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.