BAURU

BAURU

Bauru recebe 4ª Mobilização Nacional pela Saúde Mental Materna

Bauru recebe 4ª Mobilização Nacional pela Saúde Mental Materna

Evento, que foi online durante a pandemia, será presencial, nos dias 6 e 7 de maio

Evento, que foi online durante a pandemia, será presencial, nos dias 6 e 7 de maio

Por Flávia Placideli | 30/04/2023 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Por Flávia Placideli
da Redação

30/04/2023 - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação

Psicóloga Rafaela Schiavo organiza o movimento local

Toda primeira quarta-feira do mês de maio é o Dia Internacional de Conscientização pela Saúde Mental Materna. Para discutir o assunto, Bauru receberá a 4.ª Mobilização Nacional sobre o tema, nos próximos dias 6 e 7 de maio, quando estão programadas atividades pela manhã.

"De acordo com pesquisas, 65% das mulheres grávidas e no pós-parto sofrem com sintomas de estresse. Outros dados chamam atenção: o fato de 35% delas apresentarem alta ansiedade e 25%, sintomas de depressão", explica Rafaela Schiavo, psicóloga perinatal e representante do movimento na cidade.

Ela explica ainda que, para informar a população sobre a importância de cuidados com a saúde mental materna, a primeira edição da mobilização ocorreu em maio de 2020, por meio de palestras online. Neste ano, de forma inédita, acontecerá de forma presencial tanto em Bauru quanto em outras localidades do País.

No dia 6, a concentração está prevista para às 8h, em frente à Catedral, na praça Rui Barbosa, onde serão confeccionados cartazes. Às 9h, foi programada uma marcha do Calçadão da Batista até a Praça Machado de Melo.

Já no domingo, os interessados se reunirão na frente da árvore Copaíba, na avenida Getúlio Vargas, às 8h. Meia hora depois, terá início uma roda de conversa. Às 9h30, foi programada a abertura dos brinquedos cedidos pela prefeitura, assim como atividades em várias tendas (stander).

Especificamente neste dia, também haverá aferição de pressão, desenho na barriga de grávidas, tira dúvidas sobre amamentação, plantão psicológico, sorteio de brindes.

Toda primeira quarta-feira do mês de maio é o Dia Internacional de Conscientização pela Saúde Mental Materna. Para discutir o assunto, Bauru receberá a 4.ª Mobilização Nacional sobre o tema, nos próximos dias 6 e 7 de maio, quando estão programadas atividades pela manhã.

"De acordo com pesquisas, 65% das mulheres grávidas e no pós-parto sofrem com sintomas de estresse. Outros dados chamam atenção: o fato de 35% delas apresentarem alta ansiedade e 25%, sintomas de depressão", explica Rafaela Schiavo, psicóloga perinatal e representante do movimento na cidade.

Ela explica ainda que, para informar a população sobre a importância de cuidados com a saúde mental materna, a primeira edição da mobilização ocorreu em maio de 2020, por meio de palestras online. Neste ano, de forma inédita, acontecerá de forma presencial tanto em Bauru quanto em outras localidades do País.

No dia 6, a concentração está prevista para às 8h, em frente à Catedral, na praça Rui Barbosa, onde serão confeccionados cartazes. Às 9h, foi programada uma marcha do Calçadão da Batista até a Praça Machado de Melo.

Já no domingo, os interessados se reunirão na frente da árvore Copaíba, na avenida Getúlio Vargas, às 8h. Meia hora depois, terá início uma roda de conversa. Às 9h30, foi programada a abertura dos brinquedos cedidos pela prefeitura, assim como atividades em várias tendas (stander).

Especificamente neste dia, também haverá aferição de pressão, desenho na barriga de grávidas, tira dúvidas sobre amamentação, plantão psicológico, sorteio de brindes.

Quer receber as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade JCNET/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade JCNET/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.