CONCESSÃO

Campinas e Itatiba integram programa de novas escolas estaduais

Cidades da Região Metropolitana estão na lista do Governo de SP de 33 unidades; iniciativa privada vai construir e ficará responsável pela gestão e operação das estruturas.

Por Flávio Paradella | 24/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
Especial para a Sampi Campinas

Divulgação/Governo de SP

As unidades de ensino serão construídas em 29 cidades e vão oferecer 35,1 mil vagas.
As unidades de ensino serão construídas em 29 cidades e vão oferecer 35,1 mil vagas.

O governo de São Paulo incluiu as cidades de Campinas e Itatiba entre os 29 municípios para receber o projeto de parceria público-privada (PPP) de construção de 33 novas escolas de tempo integral na rede estadual de Ensino Fundamental II e Médio. A proposta foi apresentada nesta quinta, 23, em reunião do Programa de Parcerias Público-Privadas (CGPPP) e do Conselho Diretor do Programa de Desestatização (CDPED).

Clique aqui para fazer parte da comunidade do Portal Sampi Campinas no WhatsApp e receber notícias em primeira mão.

O programa de novas unidades de ensino foi dividido em dois lotes e a metrópole integra ambos. Itatiba está no lote Oeste. As unidades de ensino serão construídas em 29 cidades e vão oferecer 35,1 mil vagas. Os investimentos serão de R$ 2,1 bilhões ao longo dos 25 anos da concessão.

As novas escolas terão três modelos, de 21 salas de aula, 28 salas de aula e 35 salas de aula. Já a estrutura prometida terá ambientes integrados e interligados, uso interativo de tecnologia, auditório de múltiplo uso, ampliação de espaços esportivos e culturais, espaços de vivência, espaços para estudo individualizado e espaços de inovação.

O governo do estado anunciou que o projeto de parceria público-privada (PPP) para a construção de 33 novas escolas está apto a ter o edital publicado nos próximos meses com a aprovação do CDPED.

O futuro concessionário vai construir e ficará responsável pela gestão e operação das estruturas. O governo do estado destaca que o parceiro privado oferecerá apenas serviços não-pedagógicos: alimentação; vigilância e portaria; limpeza; jardinagem e controle de pragas; manutenção e prevenção; apoio escolar; tecnologia da informação; serviços de gestão de utilidades; e serviços administrativos.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.