OPINIÃO

Urnas eletrônicas passam por nova série de testes

O objetivo é assegurar que todas as vulnerabilidades identificadas foram corrigidas antes das Eleições Municipais de 2024, marcadas para os dias 6 e 27 de outubro

3 dias atrás | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Arquivo

Urnas tiveram apontamentos para melhorias
Urnas tiveram apontamentos para melhorias

Começou ontem e vai até amanhã uma nova série de testes das urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições deste ano. Dois grupos de investigadores retornam ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para avaliar a implementação das contribuições sugeridas na primeira fase da sétima edição do Teste Público de Segurança da Urna (TPS), realizada de 27 de novembro a 2 de dezembro de 2023. Esses investigadores estão verificando se suas recomendações para o aprimoramento das urnas eletrônicas e dos sistemas eleitorais foram adotada.

No teste realizado em novembro, nenhuma tentativa de especialistas em computação conseguiu comprometer a integridade e o sigilo do voto. Apesar disso, a Comissão Avaliadora recomendou a repetição de cinco planos de testes específicos. O objetivo é assegurar que todas as vulnerabilidades identificadas foram corrigidas antes das Eleições Municipais de 2024, marcadas para os dias 6 e 27 de outubro (1º e 2º turno, respectivamente).

Durante o Teste de Confirmação, serão testados os firmwares (programas de controle do hardware) e as mídias dos modelos de urnas eletrônicas de 2020 e 2022. A expectativa é que este rigoroso processo de verificação aumente a confiança do público na segurança e na eficácia do sistema eleitoral brasileiro.

Investigadores
Participam da segunda fase do Teste da Urna os grupos compostos por investigadoras e investigadores da Polícia Federal e da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Também estão presentes sete pesquisadores do Laboratório de Arquitetura e Redes de Computadores (Larc) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Os acadêmicos darão suporte às investigadoras e aos investigadores durante a execução dos planos de reteste.

Prevenção
O Teste de Segurança da Urna, que ocorre desde 2009, é voltado para especialistas com interesse em colaborar com a Justiça Eleitoral no aprimoramento dos sistemas eletrônicos de votação e apuração das eleições, bem como contribuir para o fortalecimento da democracia. Em 2023, o evento ocorreu de 27 de novembro a 2 de dezembro. Na ocasião, os especialistas em computação inscritos estiveram no Tribunal para executar os planos de teste aprovados. Antes, tiveram acesso ao código-fonte da urna.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.