POLÍTICA

Câmara de Birigui arquiva CP contra prefeito por Gabinete do Ódio

Comissão Processante foi encerrada por unanimidade, após análise de áudio atribuído ao prefeito e evidências de ataques virtuais

Por Wesley Pedrosa | 3 dias atrás | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Imagem da Internet

Leandro Maffeis (Republicanos)
Leandro Maffeis (Republicanos)

A Câmara de Birigui decidiu, por unanimidade, arquivar nesta semana a Comissão Processante (CP) que visava a investigar possíveis crimes de responsabilidade do prefeito Leandro Maffeis (Republicanos), baseados em um áudio atribuído a ele, mencionando um suposto "Gabinete do Ódio".

O pedido de investigação, assinado pelos advogados César Augusto Silva Franzói, Juliana Galera de Lacerda, Milton Walcinir de Lima e Tiago da Silva Arielo, além do cidadão Gabriel Belortti Roldão, incluiu a transcrição do áudio. Eles também forneceram evidências de ataques pessoais sofridos por aqueles que anteriormente pediram a abertura de uma CP contra o prefeito de Birigui, seja por contas falsas no Facebook ou até mesmo perfis reais. Além disso, relataram que, após a divulgação do áudio em um grupo no WhatsApp, um dos participantes tentou intimidar o responsável por vazá-lo.

Segundo os requerentes, a conduta do prefeito, sujeita a investigação, poderia caracterizar uma possível infração político-administrativa, cabendo à Câmara a investigação e punição dos responsáveis.

A comissão, inicialmente presidida pelo vereador André Fermino (PP), que posteriormente teve que deixá-la após assumir a presidência da Câmara, foi sucedida pelo vereador Cezinha Pantarotto (PL), com a vereadora Dra. Osterlaine Alves como membro. Ambos acompanharam o voto do relator, Marcos da Ripada.

Com o arquivamento da CP, o procedimento será encaminhado ao Ministério Público para as providências cabíveis.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.