ATROPELAMENTO

Três antas são atropeladas na região de Araçatuba e apenas uma fêmea jovem sobrevive

Animais atropelados foram encontradas por funcionários de uma usina de Piacatu: um macho adulto e uma fêmea filhote não resistiram, mas uma fêmea jovem está em tratamento.

11/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min

Divulgação

Única sobrevivente tem caso clínico preocupante, mas segue em tratamento e fazendo vários exames
Única sobrevivente tem caso clínico preocupante, mas segue em tratamento e fazendo vários exames

Na manhã desta quarta-feira, 10, três antas foram encontradas por funcionários de uma usina em Piacatu, cidade a 52 km de Araçatuba, vítimas de atropelamento. Os funcionários acionaram a Polícia Militar Ambiental e a equipe da Mata Ciliar de Araçatuba.

Um filhote fêmea e um macho adulto vieram a óbito. Já uma fêmea jovem se encontrava no acostamento extremamente debilitada, sendo resgatada pela equipe e encaminhada para o CRAS de Jundiaí.

O filhote também havia sido resgatado com vida pelos policiais, que rapidamente o levaram para o CRAS da Associação Mata Ciliar de Araçatuba, porém, ele estava em tríade neonatal, ou seja, estava com hipotermia, hipotensão e hipoglicemia quando chegou para o atendimento. “Nós iniciamos um tratamento com medicações, glicose e aquecimento do corpo. Mas ela estava bem ruim, com escoriações em todas as patas, ruídos respiratórios, além de outros ferimentos causados pelo impacto do atropelamento, e acabou não resistindo”, conta Ágatha Mebs Silva, médica veterinária responsável pelo Cras da Mata Ciliar em Araçatuba.

Durante o atendimento ao filhote, ainda sem ter o conhecimento dos outros indivíduos, os policiais que o levaram foram acionados de volta a Piacatu para novos resgates. Então, os dois animais, o macho em óbito e a fêmea com vida, foram localizados no acostamento. Mais uma vez a Associação Mata Ciliar foi acionada, sendo que desta vez, devido ao porte dos animais, houve a necessidade de se fazer o deslocamento de equipes de Bauru e Jundiaí. Ambos os animais, e o filhote, provavelmente eram da mesma família.

Agora, a sobrevivente segue sob os cuidados da equipe, em Jundiaí, mas com um caso clínico preocupante. “O prognóstico é muito ruim. A principal suspeita é de lesão na coluna, pois está pouco reativa e permanece deitada, sem conseguir se levantar ou se movimentar direito. Nós realizamos uma avaliação clínica e física dela, aferindo todos os parâmetros, como temperatura, respiratório e cardíaco, e também fizemos uma limpeza nas feridas. Agora, vamos prosseguir com exames de radiografia e ultrassom para analisarmos a profundidade das lesões e planejar os próximos passos do tratamento”, explica Caroline Testa José, médica veterinária da Mata Ciliar.

A anta é um animal extremamente importante para a saúde dos ecossistemas, conhecidas como "jardineiras da floresta". Por serem grandes dispersores de sementes dos frutos que se alimentam, elas ajudam a manter o equilíbrio ecológico de diversas regiões. Além disso, a espécie é considerada como vulnerável na lista de animais em risco de extinção do ICMBio e da IUCN.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.