POLÍTICA

Ibama multa Bolsonaro em R$ 2.500 por suposta importunação a baleia em São Paulo

Em publicação no X (antigo Twitter), o ex-presidente afirmou que o Ibama deu prazo de 20 dias para a defesa dele se manifestar; cabe recurso contra a multa

08/04/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Arquivo/Agência Brasil

Jair Bolsonaro diz que é perseguido
Jair Bolsonaro diz que é perseguido

O Ibama multou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) por suposta importunação de uma baleia jubarte durante um passeio de jet ski em São Sebastião (SP), em junho do ano passado. Bolsonaro foi multado em R$ 2.500. O auto de infração foi registrado pelo Ibama no dia 1º de abril, seis dias antes de a PF (Polícia Federal) concluir um inquérito sobre o episódio e decidir não indiciar o ex-presidente. Na prática, a corporação avaliou que Bolsonaro não cometeu crime por ele não ter se aproximado da baleia intencionalmente.

Para o Ibama, o ex-presidente violou uma lei contra o molestamento de animais marinhos. Essa lei é de 1987 e foi regulamentada por uma portaria do órgão em 1996. Segundo essa portaria, o molestamento consiste na aproximação a menos de 100 metros de animais marinhos por meio de embarcações ou outros veículos motorizados.

"A aproximação e molestamento das baleias alteram seu comportamento, que na costa brasileira são de reprodução e berçário, podendo colocar em risco não só indivíduos, mas como toda recuperação populacional da espécie" diz o Ibama, em nota.

Bolsonaro diz que é perseguido. Em publicação no X (antigo Twitter), o ex-presidente afirmou que o Ibama deu prazo de 20 dias para a defesa dele se manifestar. Cabe recurso contra a multa.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Tati
    08/04/2024
    Ahhh desculpa! A PF é que não o indiciou por isso! Fiz confusão!
  • Tati
    08/04/2024
    Está notícia já está desatualizada, pois pela Justiça ele foi absolvido disso.