INVESTIGAÇÃO

Polícia prende suspeito de participação em latrocínio em Braúna

Investigado foi detido pela Polícia Militar com entorpecentes, após denúncia de que estaria com a arma do crime

21/02/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Agência Trio Notícias

Lázaro Jr.

Latrocínio aconteceu no final da madrugada de terça-feira
Latrocínio aconteceu no final da madrugada de terça-feira

A Polícia Militar prendeu no início da madrugada desta quarta-feira, 21, um homem de 36 anos, suspeito de participar de um latrocínio ocorrido em Braúna, na madrugada anterior. O empresário Rodrigo Bolsaneli, 39 anos, morreu esfaqueado e o pai dele, de 62 anos, foi ferido por pelo menos três disparos de arma de fogo. Ele seguia internado nesta quarta-feira.

Durante todo o dia, equipes das polícias Civil e Militar realizaram diligências na tentativa de localizar os autores do crime, que seriam dois homens que foram vistos fugindo após pular o muro nos fundos da casa das vítimas.

Já no início da madrugada desta quarta-feira, policiais militares receberam denúncia de que um dos possíveis autores do latrocínio estaria em uma residência no bairro Vila Nova. Inclusive, esse suspeito teria escondido a arma usada no crime no quintal dessa residência durante a fuga, segundo o denunciante.

Enquanto os policiais se preparavam para ir ao imóvel indicado na denúncia, chegou nova informação. Desta vez de que o investigado teria recebido drogas para serem comercializadas.

Preso
Os policiais foram ao endereço, encontraram o investigado na calçada do imóvel e ele teria tentado fugir ao ver as viaturas, mas foi detido. Segundo a polícia, na tentativa de fuga, o investigado teria dispensado duas porções de maconha, mas estava com outras duas porções de cocaína no bolso.

O próprio acusado teria informado que havia mais entorpecente na casa dele e foram apreendidas mais 12 porções de maconha e uma porção maior de cocaína, além de vários tubos para fracionar entorpecentes.

Ainda segundo a polícia, o investigado admitiu a propriedade da droga apreendida, mas negou ter arma de fogo. Ele foi apresentado no plantão policial para o registro da ocorrência e teve a prisão confirmada por tráfico de drogas, pelo delegado que presidiu o caso.

A autoridade ainda representou pela decretação da prisão preventiva do investigado, que seria apresentado em audiência de custódia nesta quarta-feira.

Investigação
A reportagem apurou que a Polícia Civil considera o investigado como suspeito de participação no latrocínio, porém, segue com as investigações na tentativa de esclarecer o crime. Apesar de nada ter sido roubado pelos criminosos, a polícia mantém a linha de que se tratava de uma tentativa de roubo que acabou frustrada.

Como já foi informado, o crime aconteceu por volta das 5h30, logo após Rodrigo entrar na casa para visitar o pai. Populares teriam ouvido pelo menos cinco disparos de arma de fogo e, em seguida, dois desconhecidos foram vistos fugindo pelos fundos do imóvel.

Rodrigo foi encontrado com ferimentos a faca pelo corpo e o pai dele, ferido por disparos de arma de fogo. Os dois foram levados para o pronto-socorro de Penápolis, onde Rodrigo teve a morte constatada. O pai dele seria transferido para a Santa Casa de Araçatuba.

O corpo de Rodrigo deve ser enterrado no cemitério de Braúna na tarde desta quarta-feira.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.