CALAMIDADE

Correios suspendem recebimento de roupas para envio ao RS

Cerca de 70% de tudo o que foi entregue nas agências da empresa espalhadas pelo Brasil são peças de vestuário

Por Francisco Lima Neto | 16/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Folhapress

Jürgen Mayrhofer/Governo do Rio Grande do Sul

Voluntários separam doações em abrigo localizado no Colégio Marista Rosário, em Porto Alegre
Voluntários separam doações em abrigo localizado no Colégio Marista Rosário, em Porto Alegre

Os Correios suspenderam temporariamente o recebimento de doações de roupas a serem levadas para a população do Rio Grande do Sul. A decisão foi tomada após conversas com a Defesa Civil. Cerca de 70% de tudo o que foi entregue nas agências da empresa espalhadas pelo Brasil são peças de vestuário. A suspensão ocorre porque os Correios já têm estoque suficiente de roupas para entrega ao estado gaúcho.

A estatal pede que a população doe água, alimentos da cesta básica, ração para animais de estimação, material de limpeza seco e de higiene pessoal.

As doações podem ser realizadas em todas as mais de 10 mil agências dos Correios para serem transportadas, gratuitamente, para a Defesa Civil no Rio Grande do Sul.

Até esta quarta-feira (15), cerca de 11 mil toneladas de doações já haviam sido recebidas pelos Correios. Desse total, cerca de 3.000 toneladas já foram entregues à Defesa Civil, em Porto Alegre, segundo a estatal. A empresa realiza gestão logística do restante da carga, liberada conforme orientação da coordenação no Rio Grande do Sul.

Para intensificar o transporte dos donativos arrecadados até o estado, os Correios trabalham em parceria com a FAB (Força Aérea Brasileira). Na terça (14), a estatal transportou em suas carretas 70 toneladas de itens arrecadados pela FAB que estavam armazenados em bases aéreas nos aeroportos de Guarulhos (SP) e do Galeão (RJ) e colocou essas linhas de transporte terrestre à disposição da instituição para uso contínuo. Em Brasília, os Correios têm oferecido apoio à gestão logística do estoque de donativos da FAB na base aérea da capital federal.

Veja o que doar por ordem de prioridade

  • Água e itens de cesta básica dentro da validade
  • Fraldas geriátrica e infantil
  • Itens de higiene pessoal, como escova de dente, creme dental, sabonete, absorventes, papel higiênico
  • Itens de limpeza secos, como sabão em barra, sacos de lixo, panos de limpeza, luvas, escova de limpeza, esponjas.

Para facilitar a triagem

  • Cestas básicas devem ser entregues já fechadas ou com os alimentos reunidos em sacos transparentes
  • O ideal também é que os itens de higiene pessoal sejam entregues já reunidos em kits, em sacos transparentes
  • Separe os itens por categorias e coloque em caixas ou sacolas que podem ser fechadas/amarradas.

Os Correios estão recrutando pessoas para ajudar na triagem de donativos nas cidades de Brasília, no Distrito Federal, em Cajamar e Guarulhos, em São Paulo, e em Curitiba, Cascavel e Londrina, no Paraná.

As inscrições podem feitas pelos e-mails sgreo-bsb@correios.com.br (Brasília), pelo formulário https://forms.office.com/r/aWbDzJ2Ac1 (São Paulo) e voluntariosparana@correios.com.br (Paraná), e devem conter nome completo e telefone de contato.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.