FUTEBOL

Atacante sabe de morte do pai no estádio, pede para jogar e faz gol

Após a partida, ele viajou para se juntar ao restante da família em Concórdia do Pará

24/01/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Jefferson Couto/Novo Hamburgo

Anderson Tanque, atacante do Novo Hamburgo, comemora gol
Anderson Tanque, atacante do Novo Hamburgo, comemora gol

O atacante Anderson Tanque, do Novo Hamburgo, soube da morte do pai antes da vitória por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, pelo Campeonato Gaúcho.

Apesar disso, Anderson pediu para jogar e, ao entrar no segundo tempo, marcou um gol em apenas um minuto. O jogador dedicou o tento ao pai, Edson Carlos da Silva, emocionado e apontando para o céu na comemoração.

"Infelizmente hoje recebi a notícia que perdi meu pai. Estou passando por um momento muito difícil. Mesmo assim, optei por jogar e esse gol é para ele", disse em entrevista após a partida.

Anderson Tanque tem 26 anos e foi contratado pelo Novo Hamburgo no segundo semestre do ano passado, após passagens por clubes de Santa Catarina e Paraná.

Após a partida, ele viajou para se juntar ao restante da família em Concórdia do Pará. Colegas, funcionários do Novo Hamburgo e até rivais procuraram o atacante para abraçá-lo.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.