RELACIONAMENTO

Amor além da terceira idade

Por Leticia Malatesta | 10/12/2023 | Tempo de leitura: 2 min
Jornal de Jundiaí

Arquivo pessoal

A companhia estimula hábitos saudáveis e mantém a mente ativa
A companhia estimula hábitos saudáveis e mantém a mente ativa

Na terceira idade, se apaixonar é uma chance de ressignificar o amor e de ter mais qualidade de vida.

Ao contrário do que muitos pensam, estar apaixonado não é considerado um privilégio apenas aos jovens. Após os 60 anos, muitas pessoas enxergam esse momento como de reclusão e dedicação aos netos, porém muitos idosos se redescobrem em novas relações.

Maria da Glória Braz, de 80 anos, mora em Jundiaí há 8 anos e entre as idas e vindas, entre São Paulo e Jundiaí, conheceu Fernando.

"Fernando, é o meu atual 'crush', ele tem 70 anos, é um homem maravilhoso", comenta Maria.

Maria está viúva há 15 anos e afirma que pensava que nunca ia se apaixonar novamente.

"A gente nunca pensa que vai acontecer, mas na realidade você está sempre na espera, aguardando que um dia aconteça", relata Maria.

A diferença para Maria entre um amor jovem e um amor maduro é a expectativa, como relata.

"Quando você é jovem, você fica naquela expectativa. Agora, quando você já está madura, você vê por um lado diferente, você vive dia após dia, você não tem noção de quantos dias você vai viver, então você tenta aproveitar o máximo desses dias vividos."

Gilberto Biro, de 60 anos, também não fica fora, como comenta.

"Fiquei viúvo há mais de 20 anos e acabei conhecendo meu novo amor, Lia, no Clube 28 de Setembro, em uma noite que sai para curtir. Hoje fazem tudo juntos, desde dançar até ir no pesqueiro, vivemos muito felizes."

Saúde 

Conforme a psicóloga Juliana Camilo, amar na terceira idade traz inúmeros benefícios para a saúde, como explica: "Ter um relacionamento amoroso na terceira idade favorece a saúde física, emocional e cognitiva. Compartilhar esse período da vida com uma companhia ajuda a combater a depressão, muito comum nessa fase devido à solidão da idade. Aliada à isso, a companhia também estimula hábitos saudáveis e mantém a mente ativa."

Visto isso, o amor na terceira idade leva o idoso a ter uma vida mais saudável e um melhor envelhecimento.

"O envelhecimento é um processo natural da vida e que não pode ser evitado, entretanto, o amor pode auxiliar e promover uma velhice saudável e feliz àqueles que desfrutam do sentimento. Isso ocorre porque a ocitocina auxilia no bem-estar biopsicossocial, o que favorece a qualidade de vida e, consequentemente, o processo de envelhecimento. Além disso, ter uma companhia nesse processo incentiva e encoraja os cuidados com a saúde, ou seja, de forma direta e indireta o amor traz diversos benefícios e pode ser um aliado durante essa fase da vida", como explica a psicóloga Juliana.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.