SUPOSTO MASSACRE

“Único ameaçado sou eu”, diz Nelson Hossri sobre ameaças à Câmara

Autor de mensagem cita suposto apoio de parlamentar para 'cumprir missão'; Hossri disse que vai registrar boletim de ocorrência e acredita que polícia vai identificar responsável.

Por Flávio Paradella | 06/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Especial para a Sampi Campinas

Divulgação/CMC

Nelson Hossri pede sessões virtuais por falta de segurança
Nelson Hossri pede sessões virtuais por falta de segurança

O vereador Nelson Hossri (PSD) foi citado na mensagem enviada com ameaças de morte a parlamentares de Campinas. Na manhã desta segunda-feira, um e-mail chegou nos endereços dos vereadores e institucionais da Casa de Leis com ameaça à vida de membros da Câmara.

O autor do texto endereçado aos vereadores negros do legislativo e mais especificamente à Paolla Miguel escreveu que respeita “o esforço que o Nelson Hossri tem feito para branquear Campinas e a Câmara Municipal (...) E agradeço o apoio que ele está me dando pra eu cumprir minha missão”.

E-mail enviado teve ameaças de morte à vereadora Paolla Miguel (PT) e aos colegas Major Jaime (União), Permínio Monteiro (PSB), Higor Diego (União), Cecílio Santos (PT) e Guida Calixto (PT).

Nelson Hossri se autointitula a “voz da Direita” no plenário e trava embates viscerais com a bancada de esquerda. Nelson foi o autor do pedido de Comissão Processante contra Paolla Miguel, pelos episódios da “Festa da Bicuda”, evento apoio e financiado pela vereadora e que teve cenas de sexo e nudez em praça pública.

O vereador foi procurado pela reportagem do Portal Sampi Campinas para um posicionamento sobre a citação de ser um suposto apoiador do autor das ameaças de um massacre na Câmara. De acordo com o parlamentar, ele é verdadeiro ameaçado.

“Uma leitura perspicaz do e-mail leva à conclusão de que o único ameaçado sou eu, o vereador Nelson Hossri. Dessa forma, é necessária uma investigação aprofundada dos fatos para o desvelamento da autoria e da densidade da ameaça. Assim, considerando a falta de segurança que ainda permeia os fatos, sugiro a realização das reuniões no formato virtual até que se possa garantir de forma eficaz a segurança de todos os parlamentares da casa”, afirmou Hossri.

O vereador indicou que todos os citados no e-mail façam um boletim de ocorrência e afirmou que também vai registrar queixa na Polícia Civil para o andamento da investigação e que a apuração encontre o autor da mensagem.

“Acredito que a Polícia Civil conseguirá representar ao Juiz competente para a quebra do sigilo dos dados do e-mail, bem como para descobrir qual o IP “Internet Protocol” usado e, com isso, chegar à operadora de internet usada e o correspondente endereço residencial/comercial de onde foi enviado o fatídico e-mail”, ressaltou o parlamentar.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.