OPINIÃO

A resistência, e não o show de autoritarismo, tem de continuar

Por Caio Coube | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min

O autor é empresário

Os 8 vereadores da oposição foram valentes e lutaram como puderam para evitar a concessão do tratamento de esgoto. Parabéns, Chiara, Estela, Borgo, Segalla, Berriel, Meira, Lokadora, Pastor Bira.

A cidade possui os recursos necessários para o término da construção e para o início de funcionamento da ETE/Vargem Limpa. São R$ 250 milhões do Fundo de Tratamento de Esgoto, recolhido pelos bauruenses desde 2006, e outros R$ 60 milhões ainda disponíveis do Governo Federal, a fundo perdido

Os nove vereadores da situação mostraram claramente quão subservientes são aos interesses da prefeita. Durante todos estes meses de tramitação do projeto, estes vereadores seguiram fielmente as determinações do comando central.

A submissão foi escancarada no episódio em que a Mesa Diretora da Câmara acionou o TJ/ SP através de Adin, pleiteando a redução do número de votos necessários (maioria simples) para a aprovação do projeto lei, contrariando o que determina a Lei Orgânica do Município (maioria qualificada).

Este caso, inédito, do Legislativo conspirando contra o próprio Poder Legislativo, ficará marcado, de forma negativa, na história da Câmara de Bauru

Também foi impressionante a gana, o empenho, a obsessão que a prefeita dedicou à aprovação deste projeto. Fiel ao princípio de que "os fins justificam os meios", a prefeita, de forma maquiavélica, atropelou todos os obstáculos encontrados no caminho

Usando as suas habilidades de repórter de televisão, a prefeita não perdeu oportunidade de propagar a sua narrativa, ainda que fosse em uma situação explícita de puro oportunismo como no caso da inundação da Nações Unidas, na Quarta-Feira de Cinzas…

Tivesse a prefeita este comprometimento demonstrado na aprovação da concessão do esgoto a outros temas fundamentais, como a saúde, a qualidade de vida da população bauruense estaria, seguramente, em melhor condição.

A realidade se impõe. Os fatos estão aí.

O momento é de reflexão. 2024 é ano de eleição municipal. É preciso pensar sobre o futuro da cidade. Que pode ser diferente da situação atual.

A resistência precisa continuar.

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • APARECIDO DE OLIVEIRA LIMA
    16/05/2024
    Interessante, passou 20 anos, gastaram centenas de milhões de reais e não terminaram a estação de tratamento, e ainda tem enjeitar mais milhares de reais pra terminar, conclusão O DAE É INOPERANTE, TEM QUE PRIVATIZAR JA !!!