OPINIÃO

OPINIÃO

Comércio das antigas

Comércio das antigas

Por Roberto “general” Macedo | 08/11/2023 | Tempo de leitura: 2 min

Por Roberto “general” Macedo
08/11/2023 - Tempo de leitura: 2 min

O comércio bauruense sempre foi tocado por abnegados empresários, com chuva, sol ou tempestade. Muitos se sobressaíram, proprietários ou funcionários, e merecem todo nosso reconhecimento e gratidão por tudo que fizeram. Horários diferenciados, dias, noites, madrugadas, feriados e fins de semana lá estavam nos recebendo sempre com um sorriso nos lábios, pois a premissa "o freguês sempre tem razão" era o mais importante em um comércio à moda antiga.

Difícil falar de todos em espaço tão reduzido, mas me recordo do João Cabreira e suas animadas casas noturnas e o "Português" do bordão "Pizzaria Vila Rica, boa noite!". Nas confecções me recordo da forma carinhosa e educada com que o sr. Itacolomy nos recebia em sua quase centenária Casa Carvalho. E o Martinzão. na Revenda Martins & Machado? Quanta dedicação na arte de bem receber clientes interessados em um Chevrolet.

Evaristo. na Torre de Belém, Lalai na sua Confeitaria, Lelão em seus trailers, Zé Gerente da Gaúcha, Cacai no 20-15, Assaf na Churrascaria H2, sr. Salomão vendendo seus tecidos, Cesar Savi gerenciando a Loja Tilibra, Roberto, no Convívio, Ferrarini, Toninho da Mabel, Luiz Carlos Ferranti, na A Modelar, Manolo e Leão consertando rádios e Tvs, os Irmãos Lima no Frutal, Alemão na Kananga, sr. Pedro e Julinho Farmacêuticos, sr. Machado do Ceará Magazine, Pasquarelli no Ceasa, Tobias no Pé de Varsa e muitos outros que fizeram do comércio seu ideal de vida. Hoje ainda temos alguns poucos nos atendendo "à moda antiga", mas o aumento de páginas como "Onde não ir em Bauru" e reclamações de internautas nas redes sociais dá uma dimensão exata do que é o comércio hoje em dia. Temos exceções?

Lógico que sim, podem me chamar de saudosista, mas atendimento igual ao de outrora raramente vejo em nosso comércio. Sinal dos tempos? Acho que não, educação e bom atendimento cabem em qualquer lugar.

O comércio bauruense sempre foi tocado por abnegados empresários, com chuva, sol ou tempestade. Muitos se sobressaíram, proprietários ou funcionários, e merecem todo nosso reconhecimento e gratidão por tudo que fizeram. Horários diferenciados, dias, noites, madrugadas, feriados e fins de semana lá estavam nos recebendo sempre com um sorriso nos lábios, pois a premissa "o freguês sempre tem razão" era o mais importante em um comércio à moda antiga.

Difícil falar de todos em espaço tão reduzido, mas me recordo do João Cabreira e suas animadas casas noturnas e o "Português" do bordão "Pizzaria Vila Rica, boa noite!". Nas confecções me recordo da forma carinhosa e educada com que o sr. Itacolomy nos recebia em sua quase centenária Casa Carvalho. E o Martinzão. na Revenda Martins & Machado? Quanta dedicação na arte de bem receber clientes interessados em um Chevrolet.

Evaristo. na Torre de Belém, Lalai na sua Confeitaria, Lelão em seus trailers, Zé Gerente da Gaúcha, Cacai no 20-15, Assaf na Churrascaria H2, sr. Salomão vendendo seus tecidos, Cesar Savi gerenciando a Loja Tilibra, Roberto, no Convívio, Ferrarini, Toninho da Mabel, Luiz Carlos Ferranti, na A Modelar, Manolo e Leão consertando rádios e Tvs, os Irmãos Lima no Frutal, Alemão na Kananga, sr. Pedro e Julinho Farmacêuticos, sr. Machado do Ceará Magazine, Pasquarelli no Ceasa, Tobias no Pé de Varsa e muitos outros que fizeram do comércio seu ideal de vida. Hoje ainda temos alguns poucos nos atendendo "à moda antiga", mas o aumento de páginas como "Onde não ir em Bauru" e reclamações de internautas nas redes sociais dá uma dimensão exata do que é o comércio hoje em dia. Temos exceções?

Lógico que sim, podem me chamar de saudosista, mas atendimento igual ao de outrora raramente vejo em nosso comércio. Sinal dos tempos? Acho que não, educação e bom atendimento cabem em qualquer lugar.

Quer receber as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade JCNET/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade JCNET/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.