FUTEBOL

Flamengo e Palmeiras estão mano a mano no topo do Brasileiro

Por Igor Siqueira | da Folhapress
| Tempo de leitura: 4 min
Lucas Figueiredo/CBF
Taça do Campenato Brasileiro
Taça do Campenato Brasileiro

O Flamengo pegou o gosto pelas vitórias nos instantes finais e embalou. Mas a perseguição bem próxima feita pelo Palmeiras deixa a tabela do Brasileiro com um cenário até esperado antes do campeonato. No momento, há um mano a mano entre os dois times mais badalados do país pelo topo da tabela.

O Flamengo leva a melhor no momento, ficando mais uma rodada na liderança, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense. Além de líder, o time de Tite mantém o rival na lanterna.

Já o Palmeiras subiu para segundo porque o Botafogo perdeu para o Criciúma. A derrapada permitiu a ultrapassagem por parte do time de Abel Ferreira, que despachou o Juventude por 3 a 1.

A polarização Fla-Palmeiras nos dois primeiros lugares se dá justamente enquanto os times sofrem pelos desfalques gerados pela Copa América - a CBF não consegue equacionar o calendário e o jeito é se virar do jeito que dá.

Flamengo e Palmeiras são os clubes mais ricos do país e os que dominaram a maioria dos títulos nacionais e da Libertadores nos últimos anos. Agora, depois de 11 rodadas, a disputa mais direta entre eles parece se desenhar. Embora o Bahia esteja próximo, hoje em terceiro, e o Botafogo, agora em quarto, também tenha condição de dar trabalho. Na zona de rebaixamento, houve alteração: saiu o Vasco, entrou o Vitória.

Dudu de volta

A vitória do Palmeiras sobre o Juventude marcou o retorno de Dudu aos gramados. Foi o primeiro jogo desde a lesão no ligamento do joelho e também a primeira aparição em campo após toda a confusão envolvendo a negociação dele com o Cruzeiro.

Leila Pereira disse que preferia naquele momento que ele fosse embora, honrasse a palavra. O jogador recuou, mas foi abraçado pelo grupo, comissão técnica e, pelo que se viu neste domingo, a torcida que foi ao jogo.

É importantíssimo Dudu ter entrado, importantíssimo ele perder o medo, e sempre que possível vamos fazer com que ele tenha uma sequencia de jogos, entrar 15, 20 minutos, para que realmente consiga voltar à forma dele. Mas não posso não deixar de dizer que ele vai entrar com o comboio já andando. Ele tem que dar a vida, apanhar o comboio. Abel Ferreira, técnico do Palmeiras

Deu ruim para o Botafogo

Flamengo e Palmeiras só estão juntinhos nas duas primeiras posições porque o Botafogo perdeu para o Criciúma, fora de casa, por 2 a 1. A preocupação, além do resultado, foi a lesão do atacante Júnior Santos, que tá voando nesta temporada.

E o Corinthians?

A crise ainda tá forte no Corinthians, mas menos mal para o Timão que veio um empate nos acréscimos, contra o Athletico, em Curitiba: 1 a 1.

Só que, do lado corintiano, o que marcou mesmo foi o técnico António Oliveira dizendo que o goleiro Carlos Miguel não joga mais pelo clube.

Antes, com a bola rolando, Matheus Donelli fez um jogo muito bom.

Já vai, Cuca?

E o Athletico-PR? Mesmo em quinto, já está rolando a maior confusão lá.

Foi o terceiro jogo seguido levando empate nos instantes finais dos jogos. Aí, o técnico Cuca chegou a colocar o cargo à disposição e pode ser que não fique mesmo.

Ao mesmo tempo, teve invasão de torcedor na área de imprensa para cobrar o técnico e agora há uma incerteza sobre o futuro de Cuca no Athletico-PR.

Goleada do Vasco

O Vasco conseguiu sair da zona de rebaixamento aplicando um 4 a 1 no São Paulo em São Januário. Por um lado, o time do Zubeldía perdeu seu segundo jogo seguido pra turma que está na parte de baixo da tabela. O outro tinha sido para o Cuiabá, no Morumbis.

No lado do Vasco, foi uma resposta imediata do time após a demissão do técnico Álvaro Pacheco, famoso pela boina.

O Dendê do Bahia!

Enquanto isso, Rogério Ceni e o seu Bahia fizeram 4 a 1 no Cruzeiro.

Esse time mostra um tempero interessante neste Brasileirão. Já tinha jogado bem contra o Flamengo e mostrou reação diante do time mineiro - mais um que já foi treinado por Ceni, inclusive. Não por acaso está em terceiro no Brasileirão, logo atrás de Flamengo e Palmeiras.

O enredo do jogo mudou depois que o Cruzeiro teve uma expulsão e o Bahia atropelou da metade do segundo tempo para frente.

Atrapalhando?

A rodada teve ainda o clássico Gre-Nal. O Internacional venceu por 1 a 0, deixando o Grêmio lá na zona de rebaixamento. O detalhe nisso tudo é que a pressão sobre Renato Gaúcho está crescendo, apesar dos dois jogos a menos do que os concorrentes. "Se alguém achar que está ruim, é simples, eu saio. Se eu estou atrapalhando, eu saio. Traz outro. Talvez o cara tenha mais opções que eu não estou vendo. Ou se tem paciência, ou se muda tudo. Eu jamais vou atrapalhar", disse Renato Gaúcho, técnico do Grêmio. Que situação.

Fale com o Folha da Região!
Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Comentários

Comentários